in

Indicador do boi gordo apresenta recuo em São Paulo

Segundo levantamento do Cepea, retração foi de 4,5% na parcial de setembro

Entre altos e baixos – acompanhados nos últimos dois anos – indicador do boi gordo apresenta recuo em São Paulo, como aponta Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

De acordo com o Cepea, “enquanto entre julho e agosto o Indicador do boi gordo CEPEA/B3 (mercado paulista) operou na casa dos R$ 310 e R$ 320, agora em setembro, está entre R$ 300 e R$ 310”. Métrica chegou a ficar abaixo dos R$ 300, na quarta-feira (22), em R$ 299,30 e, no dia 15, a R$ 295,00, “menor patamar nominal desde 25 de janeiro deste ano, quando esteve a R$ 294,95”.

Análise geral:

Ao focar no acúmulo do nono mês do ano, Indicador registra – por hora – queda de 4,5%. “Em julho, o Indicador teve pequena alta de 0,43%, mas, em agosto, o recuo foi de 2%”, compara o Centro de Estudos.

Para os pesquisadores do Cepea, “diante das incertezas geradas pelo anúncio de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) no início deste mês e da consequente suspensão dos envios de carne brasileira à China – maior destino internacional da proteína –, agentes de mercado se afastaram das aquisições de novos lotes para abate, resultando em queda das cotações”.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe ração & ração.

LEIA TAMBÉM:

Dentro e fora da porteira, futuro está na conectividade

Campanha visa estimular consumo de leite

Vendas de ovos apresentam recuo em São Paulo

PIB do agronegócio deve crescer 1,2% em 2021

Embrapa trabalha em produção de bacon ovino