in

Sindirações disponibiliza lista de cursos

Ações tem como foco profissionais que atuam com alimentação animal

evento online
Reprodução

Apoiar profissionais e colaborar para que consigam cada vez mais se especializar nas áreas em que trabalham é um dos objetivos do Sindicato Nacional da Indústria de de Alimentos Animal (Sindirações). Pensando em viabilizar este processo de aprendizagem, o Sindirações está disponibilizando cursos on-line para final de abril, maio e junho.

De acordo com o Sindicato, os treinamentos são fundamentais para profissionais que atuam na produção e controle de qualidade da cadeia de alimentação animal, abrangendo C-levels, gerentes,  supervisores e colaboradores. 

Entre as disciplinas aplicadas estão o curso IN 65/IN 14, que visa preparar os participantes para o entendimento e correta implementação dos requisitos da IN 65/IN 14, a fim de evitar a contaminação cruzada, preservando a segurança do alimento na fabricação de produtos com medicamentos. A formação tem início no dia 13 de maio. 

Também serão abordados assuntos regulatórios, com foco em introduzir conhecimento regulatório sobre qualidade e comércio exterior, além de contemplar atualidades e tendências do setor. Diante do complicado cenário regulatório atual, é fundamental o conhecimento específico em regulamentações vigentes para responder tecnicamente pela qualidade da produção e pelos produtos fabricados. Estes conhecimentos poderão ser aplicados nas indústrias produtoras e importadoras de ração, premix, suplementos, concentrados, núcleos, aditivos, ingredientes e alimentos para animais de companhia. A atividade está agendada para iniciar no dia 23 de maio e vai até o dia 25 do mesmo mês.

Outra formação oferecida pela corporação está o curso de APPCC – VERSÃO CODEX ALIMENTARIUS 2020, que irá desmistificar o sistema HACCP, de base científica e sistemática, que identifica perigos específicos e medidas para seu controle de forma a garantir a segurança dos alimentos. HACCP é uma ferramenta para avaliar os perigos e estabelecer sistemas de controle que se concentram em medidas de controle para perigos ao longo da cadeia de alimentos, ao invés de depender principalmente de testes do produto final. Os candidatos poderão participar a partir do dia 06 a 09 de junho.

E por fim, Boas Práticas de Fabricação (BPF), também entra para o treinamento. Atividade visa despertar os participantes quanto à importância da prevenção na fabricação de produtos seguro, estabelecer o comprometimento da equipe responsável pela implantação de BPF e capacitar os participantes para implantar e monitorar as BPF. Estará disponível em 20 de junho até o dia 23 do mesmo mês.

Para saber mais detalhes e informações dos cursos, acesse o site, clicando aqui, ou, por meio do e-mail disponibilizado pelo Sindicato: [email protected] s.org.br

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Tereza Cristina vai ao Canadá em busca de novas oportunidades

Preço do milho sobe quase 18% após conflito europeu

Debate sobre legislação encerra XIX Congresso de ovos

relatorio

Relatório aponta desenvolvimento do agronegócio nacional

sustentabilidade

BRF passa a compor Índice de Resiliência Climática