in

NOVUS pauta otimização de granjas suinícolas

Empresa conta com estrutura, experiência técnica, especialistas e soluções nutricionais exclusivas

NOVUS
REPRODUÇÃO

Atenta aos fatores capazes de impactar o desenvolvimento positivo das granjas suinícolas, Unidade de Negócios Suínos da NOVUS destaca estrutura e experiência técnica. Empresa é composta por especialistas e soluções nutricionais exclusivas.

“Contamos com uma equipe técnica conectada e a um passo à frente a fim de propor soluções direcionadas para a cadeia produtiva de suínos. Investimos em pesquisa e desenvolvimento pensando na rentabilidade e sustentabilidade dos produtores”, conta a Gerente de Serviços Técnicos LAS para Suínos da NOVUS, Débora Reolon.

 Segundo a profissional, as soluções nutricionais oferecidas pela NOVUS são desenvolvidas para dar suporte ao produtor nos mais variados aspectos da produção, desde o gerenciamento das taxas de reposição, otimização da produção e no peso dos leitões ao nascer.

“Nosso portfólio de especialidades conta com as linhas de minerais orgânicos, eubióticos (ácidos orgânicos e óleos essenciais) e enzimas que podem ser utilizados de maneira individual ou por meio dos nossos programas”, explica Débora Reolon.

Neste cenário, Débora também reforça que está empenhada em desenvolver estratégias nutricionais visando a redução dos custos produtivos, integridade intestinal e uma alimentação com foco no potencial genético das granjas.

 “Queremos estar cada vez mais próximos dos suinocultores, entendendo suas necessidades e contribuindo nas mais variadas frentes, seja ela para o desempenho reprodutivo, longevidade, custos, qualidade intestinal e redução do uso de fármacos”, finaliza a Gerente de Serviços Técnicos LAS para Suínos da NOVUS.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Tereza Cristina vai ao Canadá em busca de novas oportunidades

Preço do milho sobe quase 18% após conflito europeu

Debate sobre legislação encerra XIX Congresso de ovos

farelo de soja

Soja fecha parcial de abril com queda de 1,14%

Recuo marca embarques de ovos em março