in

Cobb-Vantress pauta fertilidade de galos

Empresa cita medições de ganho de peso e distribuição de ração como ações de auxílio

cobb
REPRODUÇÃO

Ao se pensar em fertilidade de galos, avaliar o ganho de peso animal e a uniformidade na distribuição de ração semanalmente são ações fundamentais para atingir bons resultados, como aponta o médico-veterinário e diretor Associado de Serviço Técnico da Cobb-Vantress no Pacto Andino, Luciano Keske. Tema foi destaque durante a palestra “Manejos para manter boas fertilidades nos machos, realizada em treinamento virtual para a Cooperativa Lar.

Durante o encontro, o profissional destacou o papel de um bom alojamento para ter um arranque inicial de machos na formação de boa estrutura até as 12 semanas de idade, além da importância da multiplicação das células de Sertoli, responsáveis pela produção de espermatozoides.

“Precisamos trabalhar muito bem as seleções nas diferentes fases de vida do lote na recria porque elas impactam a boa uniformidade. Também vale lembrar do trabalho nos extremos de peso, não só dos leves, como também dos pesados, com suas particularidades de condução, pois tudo isso contribui com um resultado melhor”, afirmou.

Para ele, o produtor deve estar atento em manter bons estímulos alimentares entre as semanas 13 e 21, que é um período importante para a puberdade dos machos e o término da maturidade sexual.

“Na produção comentamos como é importante segurar o peito dos machos entre 2,5 e 3”, pontuou Keske, ao alertar para a estratégia de retirar machos pesados e leves depois da semana 40 e introduzir machos novos, através de spiking.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

BRF realiza transporte de material genético suíno por drones

carapreta

Carapreta inaugura boutique de carnes em Belo Horizonte