in

Adisseo realiza Advancia Academy 2019 na Itália

Evento ocorreu no início do mês e trouxe o uso do butirato como foco

39038898 - modern chicken farm, production of white meat
Evento ocorreu no início do mês e trouxe o uso do butirato como foco

Mais de 125 participantes fizeram parte do primeiro Advancia Academy 2019, realizado em Roma, Itália, no dia 2 de abril. O evento foi organizado pela Adisseo, antes da 6ª Conferência Internacional de Saúde Intestinal Avícola.

Depois de São Paulo em 2016 e Bangcoc em 2017, Roma acolheu o 6º Grupo de Interesse Científico em Saúde Intestinal – IHSIG, agora chamado de Conferência Internacional de Saúde Avícola. Por ocasião deste importante evento, a Adisseo realizou o Advancia Academy 2019, fórum científico em nutrição e saúde animal, cujo foco desta edição foi o Butirato.

“O Butirato é, sem dúvida, um nutriente essencial para as células epiteliais intestinais e, portanto, oferece benefícios para a saúde intestinal. Ele pode ser produzido por bactérias comensais ou suplementado na dieta. Seus benefícios e limites de sua ação, bem como as formas que se pode melhorar o funcionamento intestinal por meio do Butirato endógeno e exógeno são os principais tópicos deste Advancia Academy”, afirma o diretor de Marketing Científico da Adisseo, Pierre-André Geraert.

Butirato – um regulador funcional fundamental: o mensageiro. Para abrir o seminário, Dr. Hervé Blottiere, do INRA & Micalis France, revisou os papéis fundamentais do Butirato na mucosa intestinal. De acordo com o pesquisador, a disbiose ou distúrbio intestinal são frequentemente associados à diminuição de genes e de bactérias associadas à produção de Butirato. O Butirato é essencial na fisiologia intestinal, está envolvido em metabolismo celular, função da barreira, motilidade intestinal, funções endócrinas e regulação imunológica. Seu novo papel como potente ativador do fator de transcrição nuclear faz com que o Butirato seja um importante modulador nas células epiteliais do intestino.

Dr. Petra Louis do Rowett Instituteabordou de forma mais global o metabolismo intestinal microbiano de ácidos graxos de cadeia curta, através do exemplo da microbiota humana. Como a microbiota é influenciada pelos substratos da dieta, particularmente fibras, e como as bactérias alimentam umas às outras. Essas vias metabólicas são elementos-chave que podem nos ajudar a alimentar melhor nossos animais, levando em conta a microbiota.

Butirato-de-sodio-y-sus-efectos-03

Funções do butirato como um mensageiro para o bom funcionamento intestinal têm sido extensivamente demonstradas (Foto: reprodução)

Do estímulo da microbiota butirogênica à forma dietética ideal do Butirato. Prof. Filip van Immerseel da Ghent Universityfocou em formas dietéticas de influenciar a microbiota butirogênica no intestino de aves domésticas através, por exemplo, do efeito prebiótico de oligossacarídeos arabinoxilanos, bem como o benefício de suplementar Butirato na dieta para reduzir o escoamento de patógenos (Salmonella sp, Clostridium perfringens).O Dr. Joshua Gong ilustrou a importância de suplementar a forma protegida do Butirato na dieta. O Butirato também aparentou diminuir a deposição lipídica por meio da redução das vias lipogênicas. Ele também estimula bactérias benéficas no intestino posterior.

O Prof. Kolapo Ajuwon (Purdue University) abordou mais profundamente a ação do Butirato no intestino, mostrando em particular o efeito no eixo intestino-cérebro e também seus benefícios epigenéticos. Ele também ilustrou a importância em adaptar a suplementação de Butirato de acordo com etapas específicas do crescimento ou fases desafiadoras (desmame, estresse térmico) enfrentadas pelos animais.

Finalizando o seminário, o Dr. Jean-Paul Lalles (INRA) ampliou o campo, expondo os aspectos moleculares e funcionais do Butirato e seus efeitos sobre a fosfatase alcalina intestinal e proteínas de choque térmico, importantes compostos na proteção intestinal contra a inflamação.

Todos os participantes contribuíram, em workshops organizados durante o dia, para melhor entender e questionar o potencial do Butirato endógeno e exógeno de ajudar a fortalecer a saúde intestinal dos animais, colaborando para o desenvolvimento de um sistema de produção de proteína mais sustentável.

Os assuntos abordados no seminário revelaram a importância do Butirato, tanto o produzido por bactérias comensais, como o suplementado na ração. De fato, seu papel como nutriente energético era conhecido há muito tempo, mas suas funções como um mensageiro para o bom funcionamento intestinal têm sido extensivamente demonstradas: da proliferação e diferenciação celular, melhor integridade da fronteira intestinal, melhora da função imunológica intestinal e até o efeito no sistema nervoso local e central. 

Todas as apresentações deste evento estarão disponíveis em breve no site da Feed Channel.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Biogénesis Bagó será parceira em “projeto Senepol”

Biocamp divulga “atitude pró” no Congresso de Ovos