in

PIB do Agro cresce 0,53% com a pecuária e insumos

Pesquisa compara primeiro semestre de 2019 com período do ano anterior

Pesquisa compara primeiro semestre de 2019 com período do ano anterior

De acordo com dados coletados pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro cresceu 0,53% no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano anterior.

A ascensão tem como principal causa o segmento de insumos, com expansão de 7,26%, seguido pela agroindústria (1,26%) e serviços (0,65%). O setor primário, que representa a atividade dentro da porteira (produção), teve queda de 2,04% em seis meses.

A pecuária registrou alta de 4,65% nos primeiros seis meses do ano, impulsionada pelo crescimento dos setores primários (10%), insumos (3,32%), serviços (2,66%) e agroindústria (1,99%).

“No caso do elo primário da pecuária, preços altos vêm sendo alcançados em 2019, com elevações importantes principalmente para frango, suínos e leite. Esse cenário, aliado a um aumento também da produção, explica o crescimento do PIB, mesmo diante de aumento dos custos de produção”, explica ao estudo da CNA e do Cepea.

Já na cadeia agrícola, uma retração de 0,97% ocorreu neste semestre, no entanto, o segmento de insumos apresentou alta de 9,08%, o que é justificado pelo aumento de preços de fertilizantes e defensivos. A agroindústria subiu 1,09%, mas a atividade primária teve queda de 7,71%, pressionada por menores preços e alta dos custos de produção.

 Fonte: CNA, adaptado pela equipe feed&food.

Comunicar o agro exige união e planejamento

Aurora esclarece rescisão de contrato com empresa