in

McDonald’s amplia compra de carne sustentável

olume do produto ILPF adquirido pela franquia já foi quadriplicado

Volume do produto ILPF adquirido pela franquia já foi quadriplicado

A Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s, anunciou que irá ampliar a compra de carne produzida por meio de práticas sustentáveis. Os investimentos da companhia nesta frente iniciaram há três e o volume adquirido já foi quadriplicado. O anúncio foi feito pelo Diretor de Compromisso Social e Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados, Gabriel Serber, durante o primeiro Summit de Carne Sustentável da América Latina (Latin American Sustainable Beef Vision Summit), promovido pela GRSB (Global Roundtable for Sustainable Beef) e sediado na Hamburger University, em São Paulo.

“Temos um compromisso global de sustentabilidade, que chamamos Escala para o Bem. Organizado em torno de cinco eixos, como Nutrição Infantil, Carne Sustentável, Embalagem & Reciclagem, Mudanças Climáticas e Oportunidade e formação para emprego jovem, a Escala para o Bem reforça nossa estratégia de gerar impactos positivos por meio do negócio, para as pessoas e para o planeta. Nossa meta de ampliar progressivamente o consumo de carne mais sustentável é uma das maneiras que temos de gerar transformações e influenciar também o setor nessa direção”, afirma Serber.

A companhia já vem direcionando suas aquisições para o segmento mais sustentável, como explica o comenta diretor Corporativo de Desenvolvimento Sustentável, Leonardo Lima: ” Um exemplo é o apoio à Pecsa – Pecuária Sustentável da Amazônia, empresa de gestão e parceria agropecuária que desenvolve suas atividades na região de Alta Floresta, no Mato Grosso, com iniciativas que passam pela mecanização até métodos mais eficazes de rastreamento de produto. Essa é uma preocupação histórica, um assunto prioritário dentro da companhia. Prova disso são as certificações que foram conquistadas junto a entidades de relevância no setor, como a Marine Stewartship Council (MSC) para o peixe do McFish, a Forest Stewardship Council (FSC) para as nossas embalagens, e a Rainforest Alliance para o nosso café. Temos orgulho por termos sido pioneiros em mais um avanço sustentável. Esperamos incentivar todo o setor a fazer o mesmo”.

Como vender para a rede? Os interessados em se tornarem fornecedores da rede de fast food, precisam contar com a pecuária sustentável em suas fazendas. Para isso, é necessário seguir uma série de boas práticas internacionais, como terem desmatamento zero, não estarem localizados em unidades de conservação ou áreas indígenas, não terem trabalho análogo ao de escravo ou trabalho infantil e passarem por auditorias de verificação periódicas feitos por entidades externas. Além disso, segundo a Arcos Dorados, as fazendas devem atender aos indicadores e critérios do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS).

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Vetanco lança eBook sobre prevalência de micotoxinas

Bastos produz 5 bilhões de ovos por ano