Patrocinado
BOVINOCULTURA

Conteúdo

Israel libera carne bovina de laboratório para consumo

Aleph Farms já tem acordo com a BRF para distribuir o produto no Brasil
feedfood
Foto: reprodução

A comercialização para consumo da carne bovina cultivada em laboratório foi aprovada pelo governo de Israel nesta quarta-feira (17). Esta é a primeira liberação de venda para o produto no mundo.

A carne desenvolvida pela Aleph Farms, uma startup israelense, utiliza células de vacas para “imprimir” o produto, o qual é composto de óvulos fertilizados de uma vaca Angus preta premium com uma “matriz” de proteína vegetal feita de soja e trigo.

Segundo a empresa, os preços serão semelhantes aos da carne bovina premium convencional. O primeiro lançamento será o “Petit Steak”, um bife cultivado com células de animais Angus premium. 

Foto: reprodução
Israel libera carne bovina de laboratório para consumo (Foto: reprodução)

Atualmente, a Aleph Farms já tem acordo com a BRF para distribuir a carne bovina do laboratório no Brasil e também solicitou autorização para venda em Cingapura, Suíça, Reino Unido e nos Estados Unidos.

No momento, os Estados Unidos e Cingapura já liberaram a comercialização de carne cultivada, porém a origem é de frango.

Fonte: Globo Rural, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Mercado da tilápia conquista recorde em 2023

Setor de genética avícola atinge crescimento de 69,3%

Preço do boi gordo segue próximo de R$250 a arroba