in

Ração animal: novas micotoxinas são identificadas

Micotoxinas impactam na qualidade do alimento, assim como na saúde animal

Micotoxinas impactam na qualidade do alimento, assim como na saúde animal

Devido as suas propriedades tóxicas, as micotoxinas estão entre as principais preocupações da pecuária mundial, já que impactam na qualidade do alimento, assim como na saúde e desempenho dos animais. Sendo assim, a identificação destas substâncias bem como a gestão de risco se torna essencial. Neste cenário, uma pesquisa desenvolvida pela Alltech, empresa especializada em aditivos naturais para a nutrição animal, identificou cinco novas e emergentes micotoxinas que já podem ser identificadas.

Essas novas adições micotoxinas, passíveis de identificação nas análises do Laboratório Alltech 37+, aumentam o entendimento da ocorrência de micotoxinas e do risco potencial ao desempenho animal. “Agora testamos 54 micotoxinas. Com a nova capacidade analítica, estamos melhor equipados para entender como a ração contaminada pode impactar no desempenho e saúde animal”, explica o diretor global de gestão de Micotoxinas da Alltech, Nick Adams.

O termo “micotoxinas emergentes” refere-se a micotoxinas que não foram nem rotineiramente analisadas, nem legislativamente reguladas. Entretanto, a pesquisa realizada mostrou mais evidência do crescimento da incidência e do potencial tóxico para animais. As micotoxinas emergentes analisadas pelo laboratório Alltech 37+ incluem beauvericina, moniliformina, eniatina A, A1, B e B1, assim como phomopsin A e alternariol.

Ácido fusárico também entra na categoria de micotoxina emergente. “Adicionando essas micotoxinas às nossas capacidades analíticas obtivemos resultados de amostras contaminadas”, explicou o gerente do Laboratório de Serviços Analíticos da Alltech Irlanda, Dr. Pareick Ward. Estes resultados oferecem um cenário real da contaminação de micotoxinas em ingredientes da ração ou na alimentação como um todo, acelerando o processo de diagnóstico e sugerindo plano efetivo para auxiliar no controle eficiente de micotoxinas.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

IZ realiza ação em prol da produção de ovos

Senado aprova crédito para defesa agropecuária