Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Contratações totais do crédito rural têm alta de 31%

feedfood
Foto: reprodução

De suma importância aos produtores, crédito rural atingiu nova marca de adesão. No acumulado de sete meses da safra 2021/2022, as contratações somaram R$ 174 bilhões, uma elevação de 31% em relação ao mesmo período da safra passada.

Como explica o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), neste cenário destaca-se se o aumento de 69% no crédito de comercialização, sobretudo para milho e soja em função de aumento de preços e ampliação de estoques pelas empresas consumidoras. As demais finalidades apresentaram crescimento nas contratações de 31% no custeio, 25% na industrialização e 21% no investimento.

“Entre julho de 2021 e janeiro de 2022, o valor das contratações realizadas por pequenos, médios e grandes produtores, e seu respectivo aumento, foram R$ 23,2 bilhões (+30%) no Pronamp, R$ 28,1 bilhões (+29%) no Pronaf e R$ 122,7 bilhões (+32%) para os demais produtores”, destaca a Pasta, ao afirmar que números estão no balanço do desempenho do crédito rural, divulgado, na terça-feira (8) pela Secretaria de Política Agrícola (SPA).

Ao que se refere às contratações por fontes de recursos, as controladas responderam por 68% (R$ 117,8 bilhões), dentre as quais se destacam os Recursos Obrigatórios (23%) e a Poupança Rural Controlada (26%), sendo que as fontes não controladas se situaram em 32% (R$ 56,2 bilhões), com destaque para a participação dos recursos da LCA, equivalente a 12% ou R$ 21,7 bilhões, e da Poupança Rural Livre com 15% ou R$ 25,5 bilhões.

REPRODUÇÃO

Para saber mais, acesse o site oficial do Ministério. Clique aqui.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Suinocultura deve encerrar ano com bons números

Avicultura se mostra robusta em produção, exportação e consumo

FAESP comemora fim de embargo chinês à carne bovina

Patrocinado
Patrocinado