in

Preços dos ovos bateram novo recorde durante 2021

Mesmo em crescente, avicultores tiveram dificuldades com valores de insumos para a atividade

Reprodução

Durante o ano de 2021, os preços dos ovos apresentaram oscilações bem consideráveis, principalmente ao levar em conta a demanda aquecida que, sucedeu em valores e ofertas mais controladas. Como consequência dessa crescente, proteína somou preços recordes.

Segundo dados divulgados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), caixa de 30 dúzias de ovos brancos tipo extra, com retirada em Bastos (SP), atingiu R$135,51 na média de abril, o valor mais alto de toda a série histórica do Cepea iniciado em 2013 – valores deflacionados pelo índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de novembro/21.

Contudo, mesmo com os preços altos, o poder de compra do avicultor de postura frente aos principais insumos da atividade, como o milho e o farelo de soja, foi o pior da história em 2021, devido à valorização mais intensa desses produtos frente aos ovos, como também aponta o centro de Estudos.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Suinocultura deve encerrar ano com bons números

Avicultura se mostra robusta em produção, exportação e consumo

FAESP comemora fim de embargo chinês à carne bovina

tecnologia rural

Embrapa e INTA se unem e lançam manual sobre impacto ambiental

agricultura irrigada

MAPA visa facilitar acesso de agricultores ao Pronaf