in

Polinutri alinha estratégias para 2022

Equipes comerciais e técnicas das Unidades de Negócios da empresa se encontraram

ACORDO

Ao longo dos 32 anos da Polinutri presente no mercado de nutrição animal, muitos foram os desafios superados, sempre visando atender e apoiar os clientes. Em 2021 esta máxima não foi diferente, em um ano desafiador a empresa mesmo com o distanciamento social exigido, manteve-se ainda mais próxima dos seus clientes apoiada no seu slogan “Juntos vamos mais longe”.

Desde o início da pandemia, o evento ocorrido foi o primeiro a reunir presencialmente, os líderes das Unidades de Negócios de Avicultura, Suinocultura, Ruminantes, Piscicultura e Carcinicultura, seguindo todos os protocolos sanitários. “Foi um encontro importante para as lideranças de cada segmento avaliarem o ano que passou, apontando os principais enfrentamentos e ressaltando os resultados obtidos em meio aos momentos desafiadores”, relata o Diretor Comercial e Marketing da Polinutri, Rogerio Iuspa.

“Mesmo com as dificuldades, o ano de 2021 foi positivo e superado, mais uma vez, por todas as áreas”, pontua Rogerio e continua: “Mantivemos nossa base de atendimento e ampliamos por meio da abertura de novos clientes. Tudo graças ao trabalho de parceria e auxílio completo muito bem conduzido pelas equipes comerciais e técnicas. Isso porque a base do nosso negócio é entender os desafios dentro dos seus negócios e assim priorizar resultados oferecendo o melhor custo-benefício”, completa.

O Gerente da Unidade de Negócios Avicultura, Lincoln Beninca, traz suas avaliações sobre 2021 e o que espera para 2022. “2021 foi de superação devido a subida de preço das matérias-primas e redução do plantel de frango de corte. Superar estes desafios só foi possível porque levamos alternativas para que os nossos clientes pudessem otimizar suas produções e dessa forma conseguimos contribuir de forma positiva nos processos e resultados. Para este ano todos os nossos clientes do segmento avícola poderão contar, mais uma vez, com nosso empenho para maximizar de forma sustentável suas atividades”, destaca o gestor.

Para Felipe Ceolin, Gerente da Unidade de Negócios Suinocultura, o ano encerrou com a sensação de dever cumprido. “A carne suína realmente caiu no gosto do consumidor brasileiro e isso foi excelente para a cadeia produtiva. Tivemos um 2021 de negócios expressivos, mesmo diante dos desafios da pandemia e dos elevados custos de produção. Entendemos rapidamente o cenário, ouvimos nossos clientes e adaptamos nossa estratégia. Neste ano, estaremos ainda mais próximos dos clientes, entendendo suas necessidades, buscando eficiência e entregando produtividade”, ressalta.

O Gerente da Unidade de Negócios Ruminantes, Alexandre Siqueira, também deixa suas considerações sobre a atuação do time no mercado pecuário. Para ele, os negócios de nutrição para as atividades de corte e leite seguiram a escalada de estratégia pelo segundo ano consecutivo, encerrando 2021 com crescimento de 33% em relação ao anterior. O objetivo para este ano, segundo o líder da Unidade de Negócios, será o mesmo: “Contamos com uma equipe eficiente. Trabalhamos próximo do pecuarista visando alternativas frente à relação custo-benefício visando saúde, reprodução e produção, pilares para uma produção sustentável. Dessa forma, os pecuaristas de corte e leite conseguiram enfrentar essa pandemia. Independente dos desafios estamos preparados”, conclui.

Já a Unidade de Negócios Aquacultura, terceiro maior segmento de negócio da Polinutri, em 2021 apresentou para o mercado uma série de novidades. “A unidade recebeu investimentos ao longo de 2021, dando margem para a criação de novas soluções nutricionais para o mercado, reforçando o compromisso com esta importante cadeia produtiva. Acreditamos no crescimento destes segmentos para este ano e continuaremos expandindo nossa atuação”, informa o Diretor Comercial e Marketing da Polinutri, Rogerio Iuspa.

Na avaliação de Rogerio, 2022 será um ano de incertezas, mas deixa claro que o time Polinutri estará, como sempre, preparado para atender o mercado. “Encerramos o ano cumprindo nossa missão e daremos continuidade ao nosso compromisso: apoiar os negócios dos nossos clientes, porque ‘Juntos vamos mais longe’”, finaliza Rogerio.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Suinocultura deve encerrar ano com bons números

Avicultura se mostra robusta em produção, exportação e consumo

FAESP comemora fim de embargo chinês à carne bovina

Consumo de ovos auxilia na saúde ocular

Cresce exportação brasileira de material genético e ovos férteis