Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
BOVINOCULTURA

Conteúdo

Novo aplicativo simplifica exames andrológicos em bovinos no Brasil

Aplicativo foi desenvolvido inicialmente para bovinos, porém pode ser adaptado para outras espécies
feedfood

Um aplicativo para exame andrológico de bovinos promete revolucionar a forma como os produtores monitoram a saúde reprodutiva de seus rebanhos, oferecendo uma solução prática e precisa na palma da mão.

Desenvolvida pela Embrapa desde 2022, a iniciativa tem potencial para incrementar a pecuária de corte no Brasil, auxiliando os médicos-veterinários na seleção de reprodutores bovinos com melhor desempenho genético. 

O aplicativo está disponível gratuitamente para uso em dispositivos móveis e computadores em todo o Brasil, e, já está sendo adotado por parceiros em programas de melhoramento genético e por empresas de equipamentos veterinários, visando uma ampla adoção.

Segundo a coordenadora da iniciativa e médica-veterinária, Juliana Correa, o aplicativo contém um conjunto de informações, organizadas e padronizadas, que auxiliam o médico-veterinário na realização de exames clínicos, físicos e morfológicos. Além disso, esses dados agilizam a emissão de laudos e o diagnóstico final para os proprietários, com base nos seguintes critérios: apto, apto para monta natural, inapto temporário ou inapto.

O aplicativo contém um conjunto de informações, organizadas e padronizadas, que auxiliam o médico-veterinário na realização de exames clínico (Foto: divulgação)

Um dos maiores avanços proporcionados pelo aplicativo é a padronização da qualidade. Ele cria um banco de dados com informações cruciais para o setor, como a quantidade anual de exames andrológicos realizados, idade dos touros, incidência de patologias e regiões com maior prevalência de problemas relacionados a enfermidades espermáticas.

De acordo com a médica-veterinária, para garantir a acurácia dos dados de entrada na plataforma, é fundamental que a coleta a campo seja feita por um médico-veterinário capacitado. Por isso, logo na tela de entrada, é preciso que o profissional insira o seu registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Ainda é importante ressaltar que o aplicativo foi desenvolvido inicialmente para bovinos, porém pode ser adaptado para outras espécies, representando uma contribuição única para o setor pecuário do Brasil.

Fonte: Embrapa, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Megatendências na aquicultura mundial

Integração da responsabilidade social nas estratégias de neutralidade de carbono

Personalidades do agronegócio fortalecem a sustentabilidade no 9º CNMA

Patrocinado
Patrocinado