Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
AQUICULTURA

Conteúdo

Nova série do Instituto de Pesca promove sustentabilidade na pesca e aquicultura

Nomeado Pós em Ação, o programa tem como proposta apresentar os trabalhos desenvolvidos pelos estudantes de mestrado da instituição
feedfood
Foto: reprodução

Com o objetivo de disseminar conhecimento científico e prático na área da pesca e aquicultura, o Instituto de Pesca (IP-Apta) anunciou o lançamento da série “Pós em Ação!”, um programa inovador que pretende conectar pesquisadores, estudantes e profissionais do setor.

A iniciativa, lançada nas redes sociais no dia 14 de junho, tem como proposta apresentar os trabalhos desenvolvidos pelos estudantes de mestrado da instituição e destacar a importância da pesquisa para o avanço do setor aquícola e pesqueiro no Brasil.

O mestrado do Instituto de Pesca visa capacitar profissionais nas áreas de aquicultura e pesca, com a iniciativa que poucos cursos de pós-graduação o proporcionam ao reunir essas disciplinas em um único programa, abrangendo tanto ambientes marinhos quanto de água doce.

Atualmente, a pós-graduação do IP conta com três linhas de pesquisa: sustentabilidade aquícola e pesqueira, biotecnologia e ecotoxicologia aplicada à aquicultura, e produção de organismos e bem-estar animal.

Pós-graduação conta com linhas de pesquisa em sustentabilidade aquícola e pesqueira, biotecnologia e ecotoxicologia aplicada à aquicultura, e produção de organismos e bem-estar animal (Foto: reprodução)

No primeiro episódio da série “Pós em Ação!”, o Instituto de Pesca apresentará o trabalho de mestrado de Marcos Diorio, mestre em Aquicultura e Pesca formado pela instituição. Seu estudo investigou os impactos do pó de rocha derivado de gnaisses no cultivo da tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus).

De acordo com o pesquisador científico e coordenador da pós-graduação do IP, Vander Bruno dos Santos, o Programa de Mestrado Acadêmico do IP garante a oportunidade para os estudantes aprenderem na prática a fazer ciência e trazerem inovações na área de aquicultura e pesca. 

“A importância está em transformar a realidade, trazendo benefícios nos aspectos sociais, econômicos e ambientais. Nos dias de hoje, também é extremamente importante ter esse canal para a divulgação dos resultados, popularizando a ciência”, finalizou Vander.

Fonte: SAA, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Megatendências na aquicultura mundial

Integração da responsabilidade social nas estratégias de neutralidade de carbono

Personalidades do agronegócio fortalecem a sustentabilidade no 9º CNMA

Patrocinado
Patrocinado