in

Minerva Foods ocupa posição no Forest 500

Empresa está entre as cinco melhores no ranking de sustentabilidade

A Minerva Foods, recebeu novo reconhecimento por seu compromisso com a sustentabilidade e está entre as cinco melhores empresas do Brasil em políticas do tema, de acordo com o Ranking Forest 500, divulgado na última semana.

A avaliação indica que a empresa é uma das que apresenta os menores riscos de vínculo com o desmatamento ou de potencial exposição a cadeias de fornecimento de commodities de risco florestal. A Minerva Foods foi avaliada em quatro categorias, que incluem soja, gado, couro e papel.

Com outros bons resultados, a Companhia ocupa a segunda posição mundial no ranking para a commodity “Couros”, e é a melhor empresa em políticas de sustentabilidade nessa categoria em todo o mundo, considerando os setores de frigoríficos e curtumes.

“Ao longo de 2021 recebemos inúmeros reconhecimentos por nosso compromisso em seguir com uma atuação responsável com o meio ambiente e com a sociedade. Este é mais um resultado concreto do nosso esforço, que nos coloca nas posições de destaque nessa listagem e atesta nossas melhores práticas, não só em iniciativas próprias, mas no engajamento da cadeia de fornecimento”, destaca Taciano Custódio, diretor de sustentabilidade da Minerva Foods.

A avaliação é realizada anualmente pela Global Canopy, uma organização ambiental criada em 2001 no Reino Unido, que busca acelerar o progresso em direção a uma economia global sem desmatamento – por meio de maior transparência, finanças inovadoras e comunicações estratégicas. Para sua composição, são avaliadas a abordagem geral para o desmatamento; força da política/compromisso de sustentabilidade; considerações sociais, que analisa seus compromissos com os direitos humanos; relatórios e implementação dos compromissos assumidos.

Minerva Foods integra o ISE B3

No final de 2021, a Companhia foi a única do setor de proteína bovina a ingressar na carteira 2021/2022 do Índice de Sustentabilidade da B3, o ISE B3. A conquista, pelo segundo ano consecutivo, reflete seu compromisso com as melhores práticas sociais, ambientais e de governança, tendo a sustentabilidade como um dos principais pilares em seu modelo de gestão.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Suinocultura deve encerrar ano com bons números

Avicultura se mostra robusta em produção, exportação e consumo

FAESP comemora fim de embargo chinês à carne bovina

Suinocultura brasileira vive momento ímpar

IPVS2022 destaca data final para submissão de resumos