Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

IBGE divulga balanço trimestral do setor de proteínas

Abate de bovinos cresceu 12,6%, enquanto o de suínos caiu pela primeira vez desde 2014
feedfood

A Estatística da Produção Pecuária, divulgada nesta quarta-feira (06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta que o abate de bovinos chegou a 8,36 milhões de cabeças no 2º trimestre de 2023, uma alta de 12,6% em relação ao mesmo período do ano anterior e de 13,4% na comparação com o 1º trimestre de 2023. 

O mesmo levantamento também relata uma baixa histórica: o abate de 14,08 milhões de cabeças de suínos representou queda de 1% em relação ao mesmo período de 2022 e de 0,6% na comparação com o 1° trimestre de 2023, interrompendo uma série de comparações anuais positivas que vinham desde o segundo trimestre de 2014.

Os números mostram também que o abate de 1,56 bilhão de cabeças de frangos foi recorde para um 2º trimestre, com alta de 4,7% em relação ao mesmo período de 2022 e queda de 3,2% na comparação com o 1° trimestre de 2023.

Pig farm
Queda no abate de suínos interrompe uma série de comparações anuais positivas que vinham desde o segundo trimestre de 2014 (Foto: reprodução)

O supervisor da pesquisa, Bernardo Viscardi, destaca o crescimento no abate bovino de fêmeas: “Houve um aumento de 23,9% no abate de fêmeas na comparação anual, com destaque para as novilhas – fêmeas de até 2 anos – que registraram recorde em números absolutos, com 1,16 milhão de cabeças, e aumento de 40,2% em relação ao mesmo trimestre de 2022”. 

Ele destaca ainda que as exportações bateram recorde para um 2º trimestre, impulsionadas pela retomada das exportações para a China, que estavam embargadas.

Em relação ao mesmo período de 2022, 934,45 mil cabeças de bovinos a mais foram abatidas no 2º trimestre de 2023, aumento impulsionado por 18 das 27 unidades da federação (UFs). Os mais significativos foram em Mato Grosso (+310,74 mil cabeças), Rondônia (+243,27 mil cabeças) e Goiás (+187,91 mil cabeças).

Leia os detalhes sobre o levantamento no site do IBGE.

Fonte: IBGE, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Inteligência Artificial auxilia o marketing no agronegócio  

Indicativo de operação é aprovado pelo Anffa Sindical  IFC Brasil visa novo recorde de inscritos

Patrocinado
Patrocinado