in

Exportações de ovos seguem robustas

Segundo a ABPA, embarques mantêm alta de 138,9% em 2021

Preço dos ovos
Reprodução

Ao se manter como uma das frentes do agronegócio mais robustas de 2021, novo análise mostra que exportações de ovos se mantiverem em alta. Ao todo, levantamento da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) aponta crescimento de 138,9% no ano.

De acordo com ABPA, as exportações de ovos, considerando produtos in natura e processados, totalizaram 819 toneladas apenas em outubro, volume 150% superior ao registrado no mesmo período de 2020, quando foram embarcadas 328 toneladas.

“O resultado das vendas do décimo mês deste ano gerou receita de US$ 1,363 milhão, resultado 102,3% maior que os US$ 674 mil obtidos no mesmo período do ano passado”, destaca.

Para o acumulado do ano até então (de janeiro a outubro), os embarques da proteína ovos somam 8,148 mil toneladas, volume 138,9% superior às 3,411 mil toneladas exportadas no mesmo período do ano passado.  Neste cenário, “a receita acumulada pelas exportações de ovos deste ano alcançou US$ 12,903 milhões, número 110,7% maior que os US$ 6,123 milhões registrados nos 10 primeiros meses de 2020”.

“Pressionados pelos custos de produção, produtores de ovos estão cada vez mais buscando alternativas junto ao mercado internacional, o que tem gerado impactos positivos no saldo geral das exportações do setor. Ao mesmo tempo em que incrementa sua presença internacional vislumbrando uma estratégia de longo prazo, o setor de ovos tem ampliado a disponibilidade de ovos para o consumidor brasileiro ao longo deste ano”, avalia o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Preços dos ovos apresentam recuo em São Paulo

Médico veterinário alerta sobre mastites

Palestra da JINC aborda carne cultivada

Produtor deve se atentar aos prejuízos da mastite

Com foco em bovinos de corte, Vaccinar inaugura fábrica