Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
BOVINOCULTURA

Conteúdo

Entenda as barras coloridas nas embalagens de leite

As barras no fundo das embalagens não indicam a qualidade do produto
feedfood

A identificação através das barras coloridas nas embalagens de leite, sobretudo das que indicam leite reprocessado, desempenha um papel fundamental na garantia da segurança alimentar e na transparência para com os consumidores.

As marcações além informam o tipo específico de leite, também assegura que o produto tenha passado por um processo adicional de tratamento para atender aos padrões de qualidade estabelecidos.

As embalagens normalmente exibem uma faixa azul que indica que o produto foi devidamente processado e é seguro para consumo, mesmo após ter passado por tratamentos adicionais para garantir a qualidade.

A prática segue regulamentos rigorosos de segurança alimentar, assegurando que o leite cumpra os altos padrões de higiene e pureza exigidos.

De acordo com a Tetra Pak – empresa que fornece as embalagens cartonadas para a fábrica dos Produtos Ibituruna e de outros laticínios, o teste de impressão é uma parte muito comum no processo de fabricação das embalagens, realizado para garantir a fidelidade das cores e a qualidade dos rótulos.

A ideia de que as barras coloridas presentes em certas embalagens de leite indicam que o produto excedeu o prazo de validade, retornou à indústria e foi “reprocessado” para venda novamente está incorreta (Foto: reprodução)

Portanto, as barras coloridas no fundo das embalagens não indicam a qualidade do produto. As marcações também podem ser vistas em embalagens de outros produtos, como molhos de tomate, sucos, milho verde e água de coco, entre outros, como exemplo.

Caso ainda surja a dúvida: “por que só algumas embalagens vêm com o teste de impressão?”, isso ocorre devido à falta de necessidade de realizar o teste em todas as impressões, sendo realizado com algum intervalo de tempo durante a fabricação das embalagens.

Contudo, a ideia de que as barras coloridas presentes em certas embalagens de leite indicam que o produto excedeu o prazo de validade, retornou à indústria e foi “reprocessado” para venda novamente está incorreta.

O Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA) proíbe qualquer tipo de reprocessamento térmico de produtos lácteos, e as empresas de laticínios passam por constantes vistorias e fiscalizações realizadas por ordem do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Fonte: Tetra Pak, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Gelatina de tambaqui: Embrapa desenvolve alternativa eficiente para indústria

Plano Safra 24/25 oferece R$ 508,59 bilhões ao agronegócio

Revolução tecnológica na suinocultura: um avanço inevitável

Patrocinado
Patrocinado