in

Carne cultivada chegará ao Brasil em 2024

Proteína, mais sustentável, será feita de células e sem abater animais

Ao prometer sabor idêntico e início de uma revolução na pecuária brasileira, BRF confirma chegada de carne cultivada ao Brasil para 2024. Proteína feita de células será produzida sem abater animais.

Segundo o diretor de inovação da companhia, Sérgio Pinto, em entrevista à um dos portais da Globo, como a carne é feita de células, a genética ganhará ainda mais força, já que os cortes sairão diretos de um reator, onde células serão alimentadas em um ambiente controlado.  Pedaço de carne ficará pronto em 30 dias.

“Ela não é uma carne vegana, mas preza pelo bem-estar animal, pois não tem abate. É feita a partir de células, que vão recebendo nutrientes em um reator. Depois, essa espécie de massa de hambúrguer é estruturada em uma bioimpressora. A carne cultivada é preparada independentemente de todos os fenômenos que podem ocorrer no campo e vem livre de qualquer tipo de atividade humana e de antibióticos”, contou.

Espera que as, como pontuou a BRF, é que as primeiras versões custem de US$ 30 a US$ 40 o quilo (cerca de R$ 150 a R$ 200), contudo, como apontou Pinto, “objetivo é chegar a um valor equivalente às outras proteínas”.

Para saber mais, leia a reportagem completa. Clique aqui.

Fonte: GR, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Dentro e fora da porteira, futuro está na conectividade

Campanha visa estimular consumo de leite

Vendas de ovos apresentam recuo em São Paulo

ACORDO

União: IFIF e FAO reforçam colaboração

VETANCO

Biotech Vac Salmonella foi apresentada à imprensa