in

Biotech Vac Salmonella resulta em prêmio especial

Dra. Sherry Layton foi reconhecida por melhor pesquisa do ano

REPRODUÇÃO

Lançada recentemente para a imprensa nacional, em evento realizado para jornalistas especializados do agronegócio brasileiro, a Biotech Vac Salmonella vem rendendo bons frutos tanto aos avicultores que confiaram nesta nova geração de vacinas contra salmonelas paratíficas quanto à sua própria criadora.

A diretora de Biotecnologia da Vetanco, a pesquisadora Sherry Layton recebeu, neste mês de outubro, um prêmio especial para a melhor pesquisa do ano por sua publicação sobre o sistema imunológico com Biotech Vac Salmonella. A homenagem foi entregue durante a 12ª Conferência Internacional sobre Doenças Infecciosas Emergentes, realizada nos dias 22 e 23, em Roma, na Itália.

A Biotech Vac Salmonella foi desenvolvida pela Dra. Sherry, formada pela Universidade de Arkansas, um dos maiores centros de desenvolvimento e sanidade avícola mundial, considerado referência junto da Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos.

A pesquisadora também foi convidada a dar a mensagem de boas-vindas a pesquisadores de todo o mundo, durante a conferência.

“Estamos cientes de como as doenças infecciosas emergentes podem afetar todos os aspectos da vida em todo o mundo, já que todos nós temos experimentado esse fenômeno em primeira mão nos últimos 20 meses. Tornando mais crítico do que nunca formar colaborações significativas que nos permitem avançar rapidamente em pesquisa e desenvolvimento nesta sociedade tecnologicamente avançada. Permitindo a todos nós um maior entendimento para mais rapidamente fornecer soluções para reduzir e combater as doenças a que estaremos expostos no futuro”, destacou a Dra. Sherry, em sua mensagem de boas-vindas em nome do Comitê Organizador e Científico do evento.

A tecnologia de subunidade

A Biotech Vac Salmonella foi desenvolvida com a tecnologia de subunidade e a Vetanco é o primeiro laboratório no mundo a utilizar essa tecnologia na avicultura.  

Por utilizar a tecnologia de subunidade, esta vacina é a única que fornece proteção contra várias estirpes e sorotipos de salmonelas paratíficas, induzindo imunidade de mucosas e sistêmica. Oferece ampla proteção contra os sorogrupos B, C e D e pode ser utilizada em frangos de corte, postura comercial e matrizes pesadas.

Entre os benefícios da Biotech Vac Salmonella está a proteção de forma segura, já que não é uma vacina viva, portanto, não oferece risco às aves, nem ao manipulador, e sua aplicação acontece via água de bebida. A vacina também não interfere nas monitorias sanitárias e, além disso, conta com a estratégia DIVA, que permite diferenciar o animal vacinado do infectado.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Preços dos ovos apresentam recuo em São Paulo

Médico veterinário alerta sobre mastites

Palestra da JINC aborda carne cultivada

Ceva aposta em programa de soluções personalizadas

FNF

FNF Ingredients apresenta crescimento robusto