Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

UFSCar apresenta parceria voltada à agricultura familiar

Iniciativa envolve produção de sementes não transgênicas destinadas à atividade
feedfood

No lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar, realizado em Brasília (DF), o professor Alberto Carmassi, diretor do Campus Lagoa do Sino da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), apresentou a parceria que a Fazenda Escola Lagoa do Sino (FELS) possui com empresas e cooperativas ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) para produção de sementes não transgênicas destinadas à agricultura familiar. 

O evento contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira. A participação possibilitou a aproximação com diversos setores do governo, em especial com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, a partir da qual se iniciou o planejamento de um novo programa de apoio à agricultura familiar por meio de assistência técnica e extensão rural, com uma importante integração entre as universidades e o setor.  

“A UFSCar possui importantes iniciativas voltadas à agricultura familiar e, portanto, estar presente neste evento reforça o nosso compromisso em colaborar junto ao governo federal com a valorização e apoio a essas centenas de milhares de famílias que produzem alimento para o nosso País”, afirmou Carmassi. 

Entre as novidades da safra 2023/2024 estão o volume de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, que será o maior da história do Plano Safra, juros mais baixos para a produção de alimentos, aquisição de máquinas e práticas sustentáveis, como bionsumos, sociobiodiversidade e transição agroecológica. 

Também foram destaques no lançamento a ampliação do microcrédito rural para as agricultoras e os agricultores familiares de baixa renda e a criação de linhas específicas e melhores condições de acesso para mulheres, jovens e povos e comunidades tradicionais, além de outras medidas que irão impulsionar a produção de alimentos saudáveis e melhorar a qualidade de vida de quem vive no campo.

Fonte: AI, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Após crise, suinocultura entra em fase de recuperação

Estimativas pesqueiras preveem 78 mil pirarucus até novembro

Missão busca fortalecer laços no Japão e Coreia do Sul