Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Produção de grãos no Matopiba deve crescer 37% 

A região, como detalha novo estudo, apresenta dinâmica diferenciada de crescimento agrícola 
feedfood
graos de soja

A região brasileira conhecida como Matopiba, composta por Maranhão (33%), Tocantins (38%), Piauí (11%) e Bahia (18%), apresenta dinâmica diferenciada de crescimento agrícola. Ela deve atingir 8 milhões de toneladas de grãos nos próximos dez anos, crescimento de 37%, em uma área plantada de 11 milhões de hectares. 

Os números, como explica o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), fazem parte do estudo “Projeções do Agronegócio, Brasil 2022/23 a 2032/33”, elaborado pela Secretaria de Política Agrícola da própria Pasta e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). 

“Nos últimos dez anos, a produção de grãos no Matopiba aumentou 92%, passando de 18 milhões de toneladas (safra 2013/14) para as atuais 35 milhões de toneladas. Com 337 municípios, o Matopiba tem como principais produtores de grãos Barreiras, Correntina, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Riachão das Neves e São Desidério, na Bahia; Balsas e Tasso Fragoso, no Maranhão; Baixa Grande do Ribeiro, Bom Jesus, Ribeiro Gonçalves, Santa Filomena e Uruçuí, no Piauí; e Campos Lindos, no Tocantins”, detalha o Ministério.  

A taxa de crescimento, de acordo com o estudo, é surpreendente. Dos 15 municípios selecionados, o aumento da produção deve ser próximo de 40% no próximo decênio. Entre estes, estão Uruçuí (PI), Ribeiro Goncalves (PI), Riachão das Neves (BA) e Jaborandi (BA). 

“Soja, milho e algodão se destacam na Bahia, enquanto, nos outros Estados, há destaque, também, para o arroz. O principal bioma é o Cerrado (91%), seguido de 7% da Amazônia e 1,6% da Caatinga”, contextualiza.  

Na região, existem cerca de 324 mil estabelecimentos agrícolas, 46 unidades de conservação, 35 terras indígenas, 36 quilombolas e 1.053 assentamentos de reforma agrária. 

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Após crise, suinocultura entra em fase de recuperação

Estimativas pesqueiras preveem 78 mil pirarucus até novembro

Missão busca fortalecer laços no Japão e Coreia do Sul

Patrocinado
Patrocinado