in

México deve potencializar compra de carne de frango brasileira

País anunciou cota para importação da proteína produzida pelas nações exportadoras extra-USMCA

carne de frango

Para ficar atento, nova cota do México para importação de carne de frango deve beneficiar produtores brasileiros. Ao todo, ação, publicada pela Secretaria de Economia do Governo do país, abre espaço para 30 mil toneladas da proteína produzidas pelas nações exportadoras extra-USMCA.

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), a publicação é de 23 de junho e aponta questões de aumento de preços internos da carne de frango para a definição desta nova cota. Vale ressaltar que, o montante (com isenção de tarifas de importação) é válido para diversos cortes com ossos e desossados de carne de frango (como peito, coxa e sobrecoxa, asas e outros).

 Extra-USMCA refere-se ao acordo de livre comércio dos países da América do Norte (Foto: reprodução)

“Há quase uma década temos construído uma forte parceria com o México, apoiando especialmente em momentos em que a oferta local enfrenta problemas para o abastecimento interno. Esta é uma parceria que tem dado certo, e que agora deve ganhar novo impulso, influenciando o saldo positivo das exportações brasileiras”, avalia o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Mercado

Ainda de acordo com a ABPA, o mercado mexicano é um importante destino do produto brasileiro, dado as condições específicas de mercado no México neste ano de 2021. Em levantamentos, entre janeiro e maio, o país importou 38,3 mil toneladas – volume expressivamente maior que o efetivado no mesmo período de 2020, quando foram embarcadas 2,3 mil toneladas.

Fonte: ABPA, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Contínua valorização do milho afeta pecuaristas

SP realiza Fórum sobre retirada da vacinação contra Febre Aftosa

vacina

Biogénesis Bagó terá nova planta de vacinas antiaftosa

Anffa Sindical rebate projeto de Lei do Autocontrole