Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Impactos do inverno 2024 no agro: veja o que esperar em cada região

Mudanças climáticas e temperaturas afetam diretamente a produção agropecuária
feedfood
raining cloud over field in farmland

O inverno no Hemisfério Sul começa no dia 20 de junho de 2024 e termina em 22 de setembro, trazendo consigo mudanças climáticas que impactam diretamente o setor agropecuário em todo o Brasil. Confira como as condições previstas pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) afetarão a produção agrícola e pecuária em cada região do país.

Região Norte

Agricultural rows at the winter
No Norte do país, temperaturas acima da média e possíveis friagens (Foto: reprodução)

O inverno na Região Norte será marcado por temperaturas acima da média e chuvas próximas ou abaixo da média. No extremo norte de Roraima, Amapá e noroeste do Amazonas, espera-se chuva acima da média. Para a criação de animais, como bovinos, a alta temperatura e baixa umidade podem aumentar o estresse térmico, reduzindo a produtividade e aumentando a necessidade de estratégias de manejo para manter o bem-estar dos animais. Além disso, a falta de chuva e a alta incidência de queimadas podem afetar a disponibilidade de pastagens.

Região Nordeste

chicken walking on an eco-poultry farm in winter, free-range chicken farm
Chuvas abaixo da média e calor intenso podem afetar avicultura no Nordeste (Foto: reprodução)

No Nordeste, a previsão indica chuvas ligeiramente abaixo da média, com temperaturas acima da média em toda a região. Esta combinação pode dificultar a criação de animais, especialmente nas áreas de pastagem, onde a seca pode reduzir a disponibilidade de alimento. Para a avicultura e a suinocultura, o calor intenso pode aumentar a necessidade de sistemas de resfriamento para manter a saúde e a produtividade dos animais.

Região Centro-Oeste

Cattle at Estancia San Juan de Poriahu, a cattle farm in the Ibera Wetlands, Corrientes Province, Ar
Inverno deste ano, no Centro-Oeste, pode vir acompanhado de seca prolongada e incêndios florestais (Foto: reprodução)

O Centro-Oeste enfrentará um inverno seco, com chuvas abaixo da média e temperaturas acima da média. A baixa umidade relativa do ar, com valores diários abaixo de 30%, pode agravar a ocorrência de queimadas e incêndios florestais. Para a pecuária, a seca prolongada reduz a qualidade das pastagens, aumentando os custos com suplementação alimentar. Para a agricultura, a falta de chuva pode afetar o desenvolvimento das culturas de segunda safra.

Região Sudeste

Fields with winter
Seca e riscos de geadas isoladas são riscos do inverno neste ano no Sudeste (Foto: reprodução)

No Sudeste, espera-se um inverno com chuvas abaixo da média e temperaturas acima da média, embora frentes frias possam causar quedas de temperatura e geadas em áreas de altitude elevada. Para a cafeicultura, geadas pontuais podem danificar os pés de café, afetando a produção. Na pecuária, a seca pode reduzir a disponibilidade de água e pastagem, aumentando os custos de produção.

Região Sul

Hand in the rain, rain drops falling in hand,
Geadas e chuvas cima da média ameaçam o Sul do Brasil em mais esta estação (Foto: reprodução)

A Região Sul deverá ter chuvas acima da média em partes do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e sudeste do Paraná, com temperaturas acima da média na maior parte da região. A incursão de massas de ar polar pode provocar geadas, especialmente em áreas de maior altitude. Para a produção de grãos, a chuva acima da média pode beneficiar as lavouras de inverno, como trigo e cevada. No entanto, as geadas podem ser prejudiciais para culturas sensíveis e para a pastagem, impactando a pecuária.

Previsões Oceânicas e Tendências Climáticas

A condição do fenômeno El Niño está em neutralidade, com a possibilidade de desenvolvimento do La Niña a partir de julho, o que pode intensificar as condições de seca e temperaturas extremas. Este cenário exige que produtores estejam atentos às mudanças climáticas e adotem estratégias de manejo eficientes para mitigar os impactos adversos no campo.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Exportações de sêmen bovino disparam no primeiro trimestre

Confinamento de gado ganha força com queda nos preços dos insumos

Rio Grande do Sul recebe suporte para limpeza de propriedades rurais

Patrocinado
Patrocinado