in

Exportações de carne suína cresceram 35,1% em abril

Em volume, setor foi responsável pelo embarque de 98,3 mil toneladas de carne

As exportações brasileiras de carne suína alcançaram 98,3 mil toneladas em abril, de acordo com o balanço divulgado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O montante representa uma alta de  35,1% nos embarques comparado com o mesmo período de 2020.  

Em relação a receita, o acumulado depois somou US$ 232,3 milhões, número 40,6% superior ao registrado no mesmo período de 2020, quando foram obtidos US$ 165,2 milhões.

Acumulado de 2021

No período entre janeiro e abril, as exportações de carne suína alcançaram 351,8 mil toneladas, volume 25,29% maior em relação ao primeiro quadrimestre de 2020, quando foram exportadas 280,8 mil toneladas.

A receita acumulada no mesmo período chegou a US$ 826,4 milhões, índice 27,1% superior ao efetivado entre janeiro e abril do ano passado, com US$ 650,3 milhões.

Principais importadores

Na análise por país, a China, carro-chefe das exportações brasileiras, importou 51,5 mil toneladas em abril (+50,5% em relação ao mesmo período de 2020). Outros destaques foram Hong Kong, com 14,6 mil toneladas (+4,9%), Chile, com 5,4 mil toneladas (+130,9%), Angola, com 3,4 mil toneladas (+3,8%), Filipinas, com 2,4 mil toneladas (+623,4%) e Argentina, com 2,2 mil toneladas (+84,3%).

Santa Catarina em destaque

Também em abril, Santa Catarina, principal Estado exportador, exportou 50,1 mil toneladas (+41,73% em relação ao mesmo período de 2020). Em seguida vieram Rio Grande do Sul, com 26,3 mil toneladas (+45,33%) e Paraná, com 12,4 mil toneladas (+11,34%).

Fonte: ABPA, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Contínua valorização do milho afeta pecuaristas

Ourofino abre inscrições para programa de estágio

SP realiza Fórum sobre retirada da vacinação contra Febre Aftosa

Congresso de tecnologia do CBNA inicia nesta quarta-feira (12)

Exportações de carne de frango registram alta de 15,3% em abril