in

Exportação de carne bovina caiu 4% em março

Especialistas, no entanto, acreditam que vendas possam crescer até 5%

Especialistas, no entanto, acreditam que vendas possam crescer até 5%

As exportações totais de carne bovina registraram uma queda de 4% no mês março, segundo as informações da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), por meio dos dados fornecidos pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O volume chegou a 143.600 toneladas, contra 148.811 registrados no mesmo período do ano passado.

Em receita, a queda observada foi ainda maior, passando de US$ 529,9 milhões no ano passado para US$ 598,8 milhões em 2019, registrando uma baixa de 10%. No primeiro trimestre, no entanto, as exportações seguem com um saldo positivo em 2018, mas a receita apresenta queda de US$ 1,59 bilhão para US$ 1,505 bilhão.

Entre os motivadores estão as baixas do mercado asiático. No primeiro trimestre a China importou 74.291 toneladas pelo continente contra 69.967 no mesmo período de 2018. Já Hong Kong importou 87.491 toneladas neste ano contra 111.698 toneladas no ano passado.

O Egito, segundo maior importador, também diminui o volume de compras de 47.710 toneladas em 2018 para 37.944 toneladas em 2019. O Chile passou de 23.888 toneladas para 22.515. Por outro lado, entre os 20 maiores clientes aumentaram significativamente suas movimentações o Irã, com aumento de 18,8%,  os Emirados Árabes com incremento de 253%; Rússia 431%; Turquia 180%; Filipinas 105%; Itália 18% e o com Uruguai 47%.

Fonte: Abrafrigo, adaptado pela equipe feed&food.

Os desafios da Circovirose Suína

Vetoquinol adquire Clarion Biociências no Brasil