in

Demanda em queda interfere no valor da tilápia

Fim da Quaresma e frentes frias são apontadas como as principais causas

tilapia
Foto: reprodução

Ao analisar a produção brasileira de tilápia durante o mês de maio, Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), ESALQ – USP pontua que menor demanda interna tem pressionada o valor final da proteína. Análise foi divulgada na sexta-feira (17).

Como explica o Cepea, além do fim da Quaresma, as frentes frias que chegaram ao País também dificultaram as negociações: “o preço médio pago ao produtor recuou na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Nem mesmo o elevado volume de exportação em maio chegou a impedir a queda dos valores domésticos”.

 Na região dos Grandes Lagos (noroeste do Estado de São Paulo e divisa de Mato Grosso do Sul), por exemplo, a tilápia in natura foi negociada a R$ 7,89/kg na média de maio, leve avanço de 0,36% em relação a abril.

“No Oeste do Paraná, o preço médio teve pequeno recuo de 0,56%, com o animal negociado a R$ 7,13/kg no mês. No Norte do Paraná, as cotações da tilápia caíram 0,37% em relação ao mês anterior, a R$ 8,09/kg”, complementa o Centro de Estudos.

Fonte: Cepea adaptado pela equipe feed&food. 

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

avicultura

Evento de avicultura aborda melhorias no aspecto sanitário

PEIXE

Alltech apresenta insights sobre o futuro da aquicultura