in ,

Cotações do suíno vivo recuaram nos últimos dias de julho

Segundo o Cepea, isso aconteceu devido ao enfraquecimento da demanda pela carne na ponta final

As cotações do suíno vivo recuaram nos últimos dias devido ao enfraquecimento da demanda pela carne na ponta final, segundo informações divulgadas pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), ESALQ – USP, nesta quinta-feira (28). 

Porém, segundo os pesquisadores do Cepea, mesmo com o recuo, na média parcial deste mês de julho, o preço do animal posto na indústria supera a alcançada no mês de junho de 2022. 

Dados do Cepea indicam que a média do suíno posto na indústria negociado entre 20 e 27 de julho na região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba) recuou 3,6%, a R$ 7,00/kg no dia 27. No entanto, na parcial de julho, houve forte avanço de 10,8% frente a junho. 

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food. 

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

boi

Preço da arroba do boi se valoriza, enquanto da carcaça recua

Simpósio FACTA avalia vantagens do uso de vacinas autógenas