in

Comercialização de milho segue enfraquecida no Brasil

Segundo levantamento realizado pelo Cepea, indicador voltou a operar abaixo de R$ 90/saca

Devido aos contínuos momentos de baixa, comercialização de milho segue enfraquecida no Brasil, como aponta o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

Segundo o Cepea, “cenário se deve ao menor interesse de compradores, que, agora, têm expectativas de quedas ainda mais intensas nos preços, fundamentados na proximidade da colheita e na desvalorização nos portos brasileiros”.

“Do lado produtor, apesar de muitos não terem necessidade de vender o milho para fazer caixa, estes temem que o movimento de queda dos preços se intensifique. Com isso, parte tenta negociar lotes remanescentes da temporada 2020/21 ou da safra verão”, explica o Centro de Estudos.

Em números da semana passada, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa voltou a operar abaixo de R$ 90/saca, fechando a R$ 89,87 na sexta-feira (18), com forte queda de 10,2% na parcial de junho.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Contínua valorização do milho afeta pecuaristas

SP realiza Fórum sobre retirada da vacinação contra Febre Aftosa

Novagro firma parceria com a Feedis

ESPM debate tendências para o agro no pós-pandemia