in

SAA libera crédito de R$ 14 mi para produtores de SP

Municípios atingidos por fortes chuva passam por perdas na produção

Municípios atingidos por fortes chuva passam por perdas na produção

O montante de R$ 14 milhões foi disponibilizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA/SP) com o objetivo de auxiliar os produtores rurais do Estado. Parte do valor, é destinado aos produtores dos municípios do Alto Tietê e Vale do Paraíba, afetados por fatores climáticos.

Nestes casos, o teto será de R$ 60 mil e poderá ser solicitado por produtores rurais tanto pessoas físicas quanto jurídicas. O interessado poderá efetuar o pagamento em até 5 anos, com carência de até 2 anos e taxa de juros de 3% ao ano.

Perdas. O Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, aponta que a região do Alto Tietê é a mais afetada, com a estimativa de perdas de até 100% da produção. Os produtores estão há uma quinzena com a produção parada por conta do alagamento de seus imóveis rurais.

Já na região de Mogi das Cruzes, as perdas variaram de 50 a 90%. A estimativa do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Mogi das Cruzes é de que as chuvas tenham afetado 520 produtores, em uma área de aproximadamente 968 hectares, correspondente a prejuízo de mais de R$ 120 milhões. 

Linhas de financiamento. Para acessar o financiamento, o produtor deverá procurar a Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio de seus Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDR) ou de suas Casas de Agricultura, distribuídos no Estado de São Paulo.

Para a liberação dos recursos do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento será imediata.

Além da linha de financiamento, também foram disponibilizados R$ 10 milhões para o Projeto Estadual de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural, sendo R$ 6 milhões para o milho safrinha e R$ 4 milhões para o trigo. O teto da subvenção ao prêmio, que vale para produtores rurais tanto pessoa física como jurídica, será de R$ 25 mil.

Poderão participar os produtores rurais que contratarem seguro agrícola de risco climático ou de faturamento para as culturas de milho safrinha e trigo, junto a corretora de seguros ou ao Banco do Brasil, se este estiver financiando a respectiva safra.

Fonte: SAA, adaptado pela equipe feed&food.

Mercado halal dobra faturamento em seis anos

Kemin lança solução para carnes