in

Relação do Brasil e Mercado Halal se mostra rentável

Mercado movimenta cerca de US$ 2,5 trilhões por ano e aponta para ascensão

Mercado movimenta cerca de US$ 2,5 trilhões por ano e aponta para ascensão

Movendo cerca de US$ 2,5 trilhões por ano, o mercado Halal aponta para uma contínua ascensão. Vindo da expressão de origem islâmica, que significa lícito, permitido e autorizado, ela pode ser classificada como um termo religioso, pois os produtos Halal, de acordo com o contexto local, são aqueles cujo consumo é permitido.

Com uma ampla gama de seguimentos, passando dos alimentos, bebidas, até o turismo, seu crescimento está levantando uma série de pesquisas ao redor do mundo que revelam o quão promissor ele é, e sua relação com o Brasil tem se mostrado cada vez mais rentável. 

De acordo com o CEO da Siil Halal, certificadora Halal do Brasil sediada em Chapecó (SC), Chaiboun Darwiche, os dados de longo prazo apresentados no estudo, abrem janelas de oportunidades para o empresariado brasileiro interessado em manter relação comercial com estes países. Porém, ele explica que para que haja acordos e o acesso a comunida islâmica, os segmentos industriais devem respeitar os princípios e normas, assegurando aos consumidores higiene, rastreabilidade e conformidada às leis islâmicas, por meio da certificação Halal, reconhecida por países islâmicos para atestar que as empresas, processos e produtos seguem os requisitos legais e os critérios determinados pela jurisprudência islâmica, o Sharia.

Com isso, o Brasil têm se tornado um país na ponta entre os exportadores de produtos com certificação Halal. Em 2017, movimentou próximo de US$ 4,5 bilhões em carnes do segmento e para 2018, a expectativa era de acréscimo de 10%. “Atualmente o Brasil é o maior exportador de carnes Halal do mundo. Um bom exemplo é o parque agroindustrial ligado à produção de proteína animal com 80% das plantas frigoríficas aptas para comercializar carne bovina e de frango para países que requerem a exigência”, salienta Chaiboun.

Em suma, na avaliação de Chaiboun, “o empresariado brasileiro tem na certificação Halal uma grande oportunidade para acessar um mercado de milhões de oportunidades”. E assim como o Jãpão, que adequou sua estrutura para não apenas atender seus domiciliados, mas também modificou algumas coisas para que as empresas estejam cada vez mais conscientes do potencial global do mercado e estilo de vida oferedicos pelo Halal. 

Fonte: Halal, adaptado pela equipe feed&food.

Pecuária impulsionará Valor Bruto da Produção

Biomin comemora balanço positivo do SBSS