in

Peste Suína aumenta chances de exportação do Brasil

Aparecimento da doença também na Coreia do Sul favorece o País

Aparecimento da doença também na Coreia do Sul favorece o País

O surgimento de casos de peste suína africana na Coreia do Sul pode favorecer o mercado nacional. Entretanto, a China pode ser uma grande barreira. O país asiático, o mais atingido – até o momento – pela doença, deve limitar o potencial de crescimento das vendas para outros países já que consome parte significativa da oferta.

Outro fator que pode impedir o crescimento das vendas para a Coreia do Sul é a procura inicial por outros fornecedores, como os Estados Unidos e a União Europeia.  “A maior parte (do que a Coreia pode demandar) deve vir dos EUA, porque a produção de carne suína deles é substancialmente maior do que a nossa”, disse o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra.

Fonte: Agência Estado, adaptado pela equipe feed&food.

Ourofino reforça técnica para melhora de prenhez

Fazenda ON: resistir é comprometer resultados