Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
AQUICULTURA

Conteúdo

Pescado é adicionado na cesta básica nacional

Medida reforça a importância da proteína de alto valor biológico, rica em vitaminas
feedfood

A medida que inclui o pescado na cesta básica nacional tem gerado opiniões divergentes, após o comunicado do governo federal.

O anúncio foi realizado por meio da portaria de nº 966/2024 do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), a qual definiu os alimentos que podem compor a cesta básica.

Atendendo a demanda do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) em gestão participativa, os itens incluídos são o pescado brasileiro in natura, sardinha e atum enlatados.

cesta básica
Os itens incluídos na cesta básica nacional são o pescado brasileiro in natura, sardinha e atum enlatado (Foto: reprodução)

“Agora, o pescado faz parte dos itens essenciais para garantir o direito humano à alimentação adequada e nutritiva. Um marco para o desenvolvimento da cadeia produtiva em nosso país”, celebrou o ministro do MPA, André de Paula.

O consumo per capita anual de pescado deve ser em torno de 12 kg por pessoa. No entanto, no Brasil, 80% da população vive a menos de 200 km do litoral e da rede de águas continentais capazes de suprir o consumo do produto.

Segundo as orientações do MDS, a medida reforça a importância de uma proteína de alto valor biológico, rica em vitaminas, respeita as regionalidades e tradições e valoriza a pesca e a aquicultura brasileira, impulsionando o consumo e hábito alimentar.

Fonte: MPA, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Brasil aguarda veredito japonês sobre controle de gripe aviária

Avanço da IA no agronegócio: CEOs vislumbram maior eficiência

Eucalipto tem papel vital na absorção de grandes quantidades de carbono

Patrocinado
Patrocinado