Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
AVICULTURA

Conteúdo

Exportações de ovos superam alta de 99,9%

Em novembro as vendas externas totalizaram 788 toneladas
feedfood
Foto: reprodução

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), informou nesta segunda-feira (11), que as exportações de ovos, considerando os produtos in natura e processados, totalizaram 788 toneladas no mês de novembro. O número alcançado supera em 99,9% o volume de vendas externas registradas no mesmo período de 2022, com 394 toneladas.

A receita gerada pelas exportações calculou 1,999 milhão de dólares, saldo verificado com alta de 36,4% em relação ao ano anterior, com US$1,465 milhão.

“Espera-se que, com os embarques para o país sul-americano e para outros destinos da Ásia, as vendas de ovos brasileiros para o exterior sigam em volumes significativamente superiores aos registrados ao longo da última década”, relatou o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Já durante o acumulado do ano, entre os meses de janeiro e novembro, as exportações de ovos somaram 24,5 mil toneladas, ultrapassando em 170,5% o volume registrado anteriormente, com 9,043 mil toneladas.

FOTO: REPRODUÇÃO
As exportações de ovos totalizaram 788 toneladas no mês de novembro (FOTO: REPRODUÇÃO)

O resultado alcançado no período, em receita, calculou 60,7 milhões de dólares, saldo positivo de 187,4% quando comparado aos 11 primeiros meses do ano passado, com US$21,122 milhões.

Segundo Santin, o Chile tem incrementado fortemente as importações de ovos do Brasil. “No acumulado do ano já se posicionou como terceiro principal destino e é o atual principal importador no levantamento mensal”, afirmou o presidente.

Em 2023, o Japão se manteve como principal destino das exportações, somando 10,363 mil toneladas, número 947,9% maior que o verificado nos dez primeiros meses de 2022.

Taiwan, segue na sequência com 5,387 mil toneladas (sem registros de embarques anteriores), acompanhado do Chile, totalizando 2,584 mil toneladas, com alta de 1.208% em relação aos 11 primeiros meses do ano passado.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

PIB do agro tem avanço acumulado de 0,5% em 2023

Ações brasileiras são destaque nas Conferências da FAO

Uso de tanino reduz emissão de GEE em 17% na pecuária

Patrocinado
Patrocinado