Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
SUINOCULTURA

Conteúdo

Exportações de carne suína crescem 11,7%

Em janeiro, as vendas externas totalizaram 99,6 mil toneladas
feedfood

As exportações brasileiras de carne suína, entre in natura e processados, somaram 99,6 mil toneladas no último mês de janeiro, ultrapassando em 11,7% o total exportado no mesmo período de 2023, com 89,2 mil toneladas, de acordo com os levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Para o presidente da ABPA, Ricardo Santin, existe uma diversificação nos destinos de exportações de carne suína, com o estabelecimento de maior demanda em determinadas nações da Ásia. “Neste mês, também vimos países das Américas, como Chile e Estados Unidos, reforçarem suas compras”, pontuou Santin.

As vendas externas do setor totalizaram US$199 milhões em receita, saldo 6,3% menor que o registrado em janeiro do ano passado, com US$212,4 milhões.

Foto: reprodução
Exportações de carne suína crescem 11,7% (Foto: reprodução)

Em relação às importações, a China – maior importadora de carne suína do Brasil, importou 23,1 mil toneladas no período, 44,6% a menos que em 2023. Por outro lado, as Filipinas importaram 12,3 mil toneladas no mesmo período, com aumento de 241,3%, seguida do Chile, com 10,8 mil toneladas e 65,7% de acréscimo, por Hong Kong, com 9,5 mil toneladas, +34%, e Singapura, com 5,1 mil toneladas e +10%.

Já no ranking dos maiores estados exportadores, Santa Catarina lidera com 55,5 mil toneladas exportadas no mês, 11% a mais que em janeiro de 2023. Seguida do Rio Grande do Sul, com 21,2 mil toneladas e alta de 3,44%, do Paraná, com 10,9 mil toneladas e 4,9% a mais, do Mato Grosso, com 2,6 mil toneladas, +25,8%, e do Mato Grosso do Sul, com 2,5 mil toneladas, +23,8%.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Agenda ESG em movimento

Confiança, transparência e credibilidade

Pensando além do lucro

Patrocinado
Patrocinado