in

Entidades participam do primeiro dia da TecnoCarne

Grupo debate oportunidades no setor de processamento animal no evento

Grupo debate oportunidades no setor de processamento animal no evento

Já em sua 14° edição, a feira que é referência no setor da indústria de processamento na América Latina, TecnoCarne, inicia suas atrações hoje, dia 6, e vai até o dia 8 de agosto (quinta-feira), no São Paulo Expo.

Conhecida por apresentar aos visitantes grandes lançamentos em equipamentos e tecnologias, nessa edição a feira contará com mais de 30 horas de conteúdo sobre o mercado e pela primeira vez sediará o Fórum TecnoCarne, nos dois primeiros dias do evento para promover palestras e debates sobre os destaques no mercado nacional e internacional.

De acordo com o Diretor do evento, Hermano Pinto, o Fórum será um espaço para que os representantes das principais indústrias do setor de processamento de carne e entidades nacionais possam debater oportunidades e desafios da atividade, além de conhecer e compartilhar tendências para o crescimento da cadeia brasileira.

A programação dos três dias terá início com palestras que evidenciarão as perspectivas de expansão dos mercados para os tipos mais consumidos de carnes, a bovina, suína e a de frango e contará com a participação de grandes nomes no Fórum, sendo eles o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, José Guilherme Tollstadius Leala, a diretora executiva da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne – ABIEC, Liège Vergili Nogueira, o International General manager da Aurora Alimentos,  Dilvo Casagranda, o diretor executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal- ABPA, Ricardo João Santin, o representante da Diretoria Agropecuária da Seara, José Antônio Ribas Júnior e a diretora de Inspeção de Produtos de Origem Animal – DIPOA, Ana Lucia de Paula Viana.

No dia seguinte (07), os participantes poderão conferir palestras com um maior foco na apresentação de conceitos, sistemas e formas de adaptar as empresas para a implantação da indústria 4.0, junto da participação de Antônio Melo Alvarenga, presidente da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA); Fernanda Moura, diretora de planejamento e gestão da Qualidade da BRF; Lucrecia Urízar, Business Development manager da NSF International; Sylnei Santos, especialista em Microbiologia de Alimentos e Membro da Associação Brasileira de Proteína Animal – ABPA e Prof. Antonio Carlos Cabral, coordenador do curso de Engenharia de Produção e da Pós-Graduação em Engenharia do Instituto Mauá de Tecnologia.

“Nosso Fórum terá também a presença de altos executivos da indústria de processamento, que participarão como ouvintes e apresentação de cases práticos de sucesso, que servirão como norte para a tomada de decisões a favor do setor”, afirma o diretor da TecnoCarne.

Com início às 9h, as palestras e a programação completa, assim como as inscrições para Fórum TecnoCarne estão disponíveis no site do evento

Ciclo de palestras, novidades e tecnologias. Para oferecer uma grande quantidade de conteúdo aos visitantes, a TecnoCarne também disponibilizará o Ciclo de Palestras. Espaço dedicado a difundir e promover a troca de informações entre o setor, com apresentações gratuitas.

Com início às 14h, a programação ofertará temas de muita relevância para o mercado atual, como “Hormônio no frango – mito a ser desmistificado” e Como o Brasil pode liderar o emergente mercado de carne bovina Kosher e Halal na Europa”, entre outros.

 Para participar dessa ação, os interessados devem se dirigir ao local, dentro da feira, antes do início de cada apresentação, onde o acesso será livre até a capacidade limite do auditório e a programação completa está disponível por meio do site.

 Os diferentes elos da cadeira de proteína animal também conhecerão tendências e lançamentos. Com a visita estimada de cerca de 15 mil pessoas, entre representantes da indústria frigorífica, varejista, atacadista, indústria processadora de alimentos, e outros, provenientes de 25 países, é esperado que a TecnoCarne movimente um montante de R$ 10 milhões na rodada de negócios promovida em paralelo à feira.

 A feira terá a participação de mais de 100 marcas nacionais e internacionais de segmentos que abrangem toda a cadeia produtiva de proteína animal.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food

Marel leva soluções completas para a Tecnocarne

Ceva aborda úlcera em úbere durante a Interleite