in

DSM aborda tecnologia em Ciclo de Simpósios

Encontros Técnicos da marca chegam em sua 14 ª edição

notebook

O ciclo de Simpósios DSM de Confinamento chega à 14ª edição em 2021. Nesse ano, assim como ocorreu ano passado, serão realizados quatro encontros em formato online (link) entre os dias 7 e 28 de abril (sempre às 19h), com participação de pecuaristas, consultores e confinadores que investem em pecuária intensiva em várias regiões do país. Como ocorre tradicionalmente, as reuniões terão a presença da equipe de especialistas da área de Ruminantes da DSM, detentora da marca Tortuga® de suplementos nutricionais para animais, e trará um excelente panorama do setor em vários aspectos, como econômico, potencial tecnológico, resultados de campo (Tour DSM de Confinamento) e análise de casos de sucesso e atenção para a gestão de indicadores com foco no primeiro giro.

Os temas abordados com informações técnicas e de mercado auxiliam os envolvidos nesse setor principalmente no processo de planejamento antes da decisão de fechar os animais para engorda com máximo desempenho zootécnico. Consequentemente, são conteúdos que os auxiliam a adotar ferramentas para obtenção dos mais altos índices de produtividade e rentabilidade, ainda mais considerando o atual momento da arroba em patamares bastante elevados.

Informações técnicas que ajudam a impulsionar a produtividade

A abertura da programação desse ano, em 7 de abril, ficará por conta do Vice-presidente de Ruminantes da DSM, Sergio Schuler, e do diretor de marketing da área, Juliano Sabella. Contudo, os presentes contarão também com a participação especial do reconhecido consultor Alexandre Mendonça de Barros, da AMB Consultoria, que trará uma abordagem do atual cenário econômico do Brasil, se aprofundando no mercado pecuário e, em particular, nos aspectos econômicos que compõem o universo do confinamento e da pecuária intensiva.

O segundo evento, em 14 de abril, terá como ponto alto as palestras as “Tecnologias e pesquisas” mais atuais do setor, lideradas pelo diretor de inovação da DSM no Brasil, Tiago Sabella, e pelo supervisor da área na empresa, Victor Valério. Nessa data, a abertura da programação ficará a cargo de dois gerentes técnicos de Confinamento da DSM: Luis Bosque, que atua no Centro Oeste e Norte; e Gustavo Monteiro, que atua Norte, Nordeste e Minas Gerais.

A terceira etapa, em 22 de abril, vai trazer ao público os resultados do Tour DSM de Confinamento, uma maratona de avaliações feitas a campo em vários estados e confinamentos do país que utilizam as tecnologias da marca Tortuga® para obterem resultados positivos em termos de produtividade e rentabilidade; em média, essas tecnologias geram uma arroba a mais por bovino confinado. As palestras ficarão por conta do gerente de categoria Confinamento da DSM, Marcos Baruselli, e de Luis Bosque, e a abertura será realizada pelo gerente técnico de Confinamento, Hugo Cunha, e pelo gerente técnico regional, Felipe Kuczny.

Na última etapa, em 28 de abril, Hugo Cunha e Gustavo Monteiro trarão um benchmarking de confinamento, com o tema “Gestão de indicadores para lucro máximo e viabilidade do confinamento no primeiro giro de 2021”. A abertura da etapa ficará a cargo de Marcos Baruselli e Felipe Kuczny.

Tecnologia comprovada no confinamento

Do portfólio da marca Tortuga®, destaque para os produtos da linha Fosbovi® Confinamento com CRINA® e RumiStar™, que geram, em média, uma arroba a mais por bovino confinado, e para a nova tecnologia Hy-D®, lançada em março de 2020, que é um metabólito específico de vitamina D3 que garante uma absorção mais rápida e eficiente dos macrominerais, elevando ainda mais resultados do confinamento. “Com o ganho adicional de uma arroba a mais por bovino, o pecuarista tem como resultado o equivalente a um animal a mais a cada 18 bovinos confinados”, conta Marcos Baruselli, gerente de categoria Confinamento da DSM.

Mas, além do ganho de peso adicional, outros benefícios comprovados pela aplicação das tecnologias da marca na dieta dos bovinos confinados são: eficiência alimentar, sem registro de problemas digestivos, gastrointestinais ou timpanismo; rápida adaptação dos animais; menor taxa de refugo de cocho; aumento do consumo de ração desde os primeiros dias de confinamento; eficiência na digestão; e menor incidência de animais com laminites e acidose.

E, sobre o uso do novo Hy-D® em sistemas de confinamento, o Gerente Técnico Nacional de Confinamento da DSM, Hugo Cunha, destaca a produção de carne bovina de alta qualidade e em quantidade, com benefícios em termos de ganho de peso e rendimento de carcaça. “Pesquisas realizadas com Hy-D® indicam aumento do ganho de peso diário de de carcaça (GMDc) de 20% junto com os produtos da linha Fosbovi® Confinamento com Crina® e RumiStarTM”, quando comparado a tecnologias convencionais comenta Cunha, que completa: “É mais lucro para o confinador”.

AGENDA

Confira a agenda dos Simpósios DSM de Confinamento 2021 (link):

1ª etapa (7/4)

Tema: Economia

Palestrante: Alexandre Mendonça de Barros (AMB Consultoria)

Abertura: Sergio Schuler e Juliano Sabella (DSM)

2ª etapa (14/4)

Tema: Tecnologias e pesquisas

Palestrantes: Tiago Sabella e Victor Valério (DSM)

Abertura: Luis Bosque e Gustavo Monteiro (DSM)

3ª etapa (22/4)

Tema: Resultados do Tour DSM de Confinamento

Palestrantes: Marcos Baruselli e Luis Bosque (DSM)

Abertura: Hugo Cunha e Felipe Kuczny (DSM)

4ª etapa (28/4)

Tema: Benchmarking de confinamento

Palestrantes: Hugo Cunha e Gustavo Monteiro (DSM)

Abertura: Marcos Baruselli e Felipe Kuczny (DSM)Fonte: A.I.

Mosaic investe mais R$ 2 milhões em ações contra Covid-19

CARNE BOVINA

Exportações de carne bovina apresentam alta