in

Alta nas exportações reduz disponibilidade interna

GERAL035 Porcos em fazenda em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso, Brasil28/02/2008 Crédito: Paulo Whitaker/Reuters Usada em 27-02-20 Usada em 18-06-20
De acordo com o Cepea, carne suína também tem apresentado elevação de preço

Frente ao contínuo aquecimento das exportações, carne suína brasileira sofre redução de disponibilidade no mercado interno e apresenta elevação de preço, como informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da ESALQ.

De acordo com o Cepea, “as cotações tanto do animal quanto da carne seguem tendência de alta na maioria das praças acompanhadas, renovando, portanto, os recordes reais da série histórica em algumas regiões”.

“No mercado independe de suínos, as valorizações mais intensas são observadas nas regiões Sul do País, enquanto muitas praças no Sudeste permanecem sem alterações nos preços”, explica o Centro de Estudos.

Para os pesquisadores, as exportações em ritmo aquecido em outubro limitaram a disponibilidade da proteína no mercado doméstico e, consequentemente, elevaram os preços internos.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

Contratação do crédito rural apresenta nova alta

Frango: novembro apresenta aquecimento no setor