Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Yara lança solução que auxilia na fertirrigação

Yara lança solução que auxilia na fertirrigação. YaraTera KRISTA MgS pode ser aplicado em diferentes culturas
feedfood
Irrigação

YaraTera KRISTA MgS pode ser aplicado em diferentes culturas

A Yara, líder mundial em nutrição de plantas, apresenta uma solução nutricional completa derivada de suas principais linhas premium para auxiliar os produtores que buscam uma lavoura com alta produtividade e qualidade. Disponível para o segmento de fertirrigação, o YaraTera KRISTA MgS chega para completar o portfólio de produtos desenvolvidos pela empresa neste ano, além de atender os produtores que buscam um fertilizante solúvel com alta pureza de magnésio e enxofre, e que não altere os níveis de nitrogênio nas adubações.

Em formato de cristais e com rápida dissolução em água, a nova solução é adequada para aplicação em todos os sistemas de fertirrigação (gotejamento, aspersão, microaspersão e pivô central), além de sistemas hidropônicos. De acordo com o especialista em fertirrigação da Yara Brasil Lucas Muraoka, a novidade pode resultar em maior produtividade e qualidade na colheita. “O magnésio é um componente importante da clorofila, essencial para a fotossíntese, e colabora com o fósforo na nutrição das plantas, atuando como um ‘carregador’ do nutriente para dentro da planta. Já o enxofre contribui para uma melhor vegetação e frutificação, beneficiando também o teor de proteínas, óleos e gorduras”, diz.

Com distribuição nacional, YaraTera KRISTA MgS é um importante diferencial para a agricultura brasileira, uma vez que é importante para diferentes culturas, entre elas o café, frutíferas, hortaliças e plantas ornamentais – e tem inclusão prevista nos programas nutricionais já existentes para o segmento de fertirrigação. O produto, que traz tecnologia diferenciada de formulação, visa fornecer de maneira balanceada dois nutrientes que frequente não recebem a devida atenção nos sistemas agrícolas, o magnésio e o enxofre. A aplicação correta de ambos pode aumentar a produtividade da lavoura e trazer rendimentos ainda melhores ao produtor”, finaliza Muraoka.Fonte: A.I.

Patrocinado
Patrocinado