Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Vendedor de milho prioriza negociações nos portos

feedfood
milho

Em novo movimentação dentro do mercado do milho, as negociações nos portos se mostram intensas desde o início de novembro, como aponta levantamento realizado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), ESALQ – USP.   Conteúdo foi publicado nesta segunda-feira (28).

Como explica o Cepea, cenário é impulsionado pela maior demanda externa. Contudo, no interior do País, a liquidez tem sido baixa: “Isso porque, atentos às valorizações nos portos e à espera de novas altas nos preços, agricultores priorizam as vendas ao mercado externo e limitam a disponibilidade no spot nacional”.

“Esse cenário, somado à maior presença de compradores, vem elevando os valores do milho. A demanda mais aquecida nos portos brasileiros ocorre mesmo em período de colheita nos Estados Unidos. Assim, a maior procura externa é influenciada pela oferta global enxuta, tendo em vista problemas climáticos no Hemisfério Norte, que reduziram a oferta, e o conflito entre a Rússia e a Ucrânia, que resulta em limitações da logística no Mar Negro”, explica o Cepea.

Ainda segundo o Centro de Estudos, os estoques brasileiros confortáveis e a expectativa de safra verão volumosa “estimulam produtores a negociarem o milho para exportação”. “Com isso, até a terceira semana de novembro (considerando-se 12 dias úteis), os embarques brasileiros já superaram o volume escoado em todo o mês de novembro do ano anterior”, destaca.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Feed&Food. 

LEIA TAMBÉM:

Indicador de Preços da Tilápia chega em nova região

Copa do mundo: 70% do frango consumido no Catar é brasileiro

Exportações brasileiras de milho seguem em ritmo intenso