in

Venda interna e exportação elevam cotações do frango

Aquecimento pode estar atrelado a flexibilizações das medidas restritivas ante Covid-19

CARNE DE FRANGO

Em alta, bom ritmo de exportações e vendas internas elevavam cotações do frango brasileiro. Segundo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, o aquecimento das vendas no mercado interno explica o avanço dos preços.

A instituição pontua que, tal aquecimento pode estar atrelado a flexibilizações das medidas restritivas impostas em muitas cidades para conter o avanço da pandemia de Covid-19.  “Além disso, as exportações brasileiras da carne registram bom desempenho, limitando a oferta doméstica e reforçando o suporte aos preços internos”, destaca.

Nas primeiras semanas de abril (11 dias úteis), a média diária de embarque de carne de frango foi de 19,8 mil toneladas, 24% acima da de março deste ano e 23,4% superior à de abril/20, de acordo com relatório parcial da Secex.

“Colaboradores do Cepea indicam que as exportações têm sido uma ótima alternativa para driblar os momentos de instabilidade do mercado interno provocados pelas restrições de abertura de bares e restaurantes”, finaliza o Centro de Estudos.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Agroceres PIC reforça e apresenta nova equipe

Cresce habilitação de estabelecimentos para exportação