in

Valores da carne bovina são pressionados pela fraca demanda

Pressão está atrelada ao atual contexto econômico, o desemprego elevado e o poder de compra fragilizado

CARNE BOVINA

Após período de robustez, fraca demanda ao longo do mês de maio pressiona valores da carne bovina, como destaca o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

Segundo o Centro de Estudos, os preços da carne bovina recuaram ao longo de maio no mercado atacadista da Grande São Paulo. “No dia 31 de maio, a carcaça casada bovina foi negociada a R$ 19,80/kg, à vista, acumulando queda de 2,65% frente à média verificada no dia 30 de abril. Trata-se, inclusive, da primeira queda no acumulado de um mês neste ano”, explica o Cepea.

Para os pesquisadores, a pressão vem da demanda interna bastante enfraquecida, tendo em vista o atual contexto econômico, o desemprego elevado e o consequente poder de compra fragilizado da maior parte da população brasileira. Além disso, os preços competitivos das principais carnes concorrentes, a suína e avícola, reforçam a menor procura pela proteína bovina”.

“Agentes de frigoríficos consultados pelo Cepea indicam dificuldades em vender a carne nos atuais patamares. Assim, enquanto as unidades de abate habilitadas a exportar acabam tendo as vendas internacionais como “válvula de escape” – favorecidas especialmente pelo dólar elevado e pela demanda externa aquecida –, as que trabalham apenas com o mercado brasileiro relatam estar com as margens apertadas”, finaliza o Centro de Estudo.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feedfood.

LEIA TAMBÉM:

Contínua valorização do milho afeta pecuaristas

Ourofino abre inscrições para programa de estágio

SP realiza Fórum sobre retirada da vacinação contra Febre Aftosa

Ceva Saúde Animal realiza doação de 1800 litros de leite

Cotações do suíno voltam a se recuperar