in

Topigs anuncia chegada do Norsvin Duroc ao Brasil

Reprodutor apresenta alta eficiência e qualidade de carne

topgs
REPRODUÇÃO

A fim de ofertar soluções que otimizem os resultados econômicos na suinocultura, Topigs Norsvin disponibiliza o Norsvin Duroc. Animal, que chegou ao Brasil em março, promete alavancar o setor por meio de genética de alta performance nos índices zootécnicos, combinando eficiência alimentar e alta qualidade da carne.

Segundo o Diretor Técnico da Topigs Norsvin no Brasil, Marcos Lopes, que também faz parte do grupo de pesquisadores da Topigs Norsvin Research Center na Holanda, o Norsvin Duroc é oriundo de uma população de Duroc 100% puro, desenvolvida na Noruega.

“A partir de 2021, o Brasil firmou acordo sanitário com a Noruega e isso nos possibilitou trazer os animais diretamente da nossa central de avaliação daquele país. Em função disso, o produtor brasileiro vai receber a melhor genética de Duroc do mundo”, informa.

Entre os diferenciais apresentados por este reprodutor, a eficiência produtiva se destaca, da conversão alimentar às altas taxas de sobrevivência em todas as fases de produção até a qualidade do produto-final. “Graças aos modernos recursos da nossa Central de Avaliação, como a tomografia computadorizada e os rigorosos protocolos de avaliação de carcaças, o Norsvin Duroc é selecionado para maior rendimento de cortes primários, de alto valor agregado, como rendimento de pernil, paleta, lombo e barriga”, explica o profissional.

Ainda de acordo com Lopes, ao frisar a importância da competitividade no mercado produtivo, “o novo macho atende a essa necessidade, uma vez que apresenta uma excelente conversão alimentar, além de entregar uma alta qualidade de carne, que atende ao exigente mercado de produtos premium e gourmet nacionais e internacionais”.

Para o diretor Regional da América Central e do Sul, André Costa, o Norsvin Duroc também vem ao Brasil para atender a uma demanda do mercado cada vez mais ávido por soluções eficientes. “O Norsvin Duroc entrega o que há de mais avançado e inovador na genética suína e imprime maior eficiência e lucratividade às granjas, renovando o compromisso da Topigs Norsvin junto ao produtor, que é o de buscar as melhores soluções para que que se tenham os melhores resultados”, diz Costa.

Atenta ao futuro

Perante os investimentos em melhoramento genético, a empresa destaca a inauguração da central de avaliação de reprodutores suínos, localizada em Guarapuava (PR), a qual investiu cerca de 1 milhão de euros para o progresso genético de suas linhagens de machos terminadores.

Neste cenário, o Brasil ganhou uma estrutura muito similar às centrais de avaliação de reprodutores suínos da empresa no Hemisfério Norte. As centrais de avaliação de reprodutores suínos com aparelhos robustos em genética suína para avaliação da qualidade de carne e carcaça, comedouros automáticos para registro de consumo e ganho de peso individuais, além do uso de marcadores de DNA (seleção genômica).

De acordo com o Diretor de Negócios e Marketing da Topigs Norsvin, Adauto Canedo, o lançamento do Norsvin Duroc reafirma compromisso da empresa com o setor. “Acreditamos que a chegada do Norsvin Duroc nas granjas brasileiras trará um impacto significativo em seus resultados econômicos, uma vez que a nova genética oferecida pela Topigs Norsvin vai refletir diretamente na diminuição dos custos referentes à nutrição dos animais, aspecto que tem sido o grande gargalo do agronegócio devido ao aumento constante do preço dos insumos”, comemora.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Tereza Cristina vai ao Canadá em busca de novas oportunidades

Preço do milho sobe quase 18% após conflito europeu

Debate sobre legislação encerra XIX Congresso de ovos

 

DE HEUS renata marangoni 01

Nutrição de aves demanda diversificação de ingredientes

SmartlineGrader legs italy

Automação se torna aposta para o futuro do mercado de frango