in

Novas tecnologias fomentam processo de sucessão familiar

Mark Lyons, presidente e CEO da Alltech, abordou a temática durante simpósio

Dr. Mark Lyons, Alltech President and CEO.

A sucessão familiar vai além do reconhecimento da nova geração. O processo envolve a busca pela manutenção de um legado e valores essenciais para o futuro da empresa, exigindo também adaptação às evoluções tecnológicas e de mercado. No agronegócio, isso está atrelado ainda à responsabilidade que os sucessores dos negócios assumem de produzir alimentos para a população com ética esustentabilidade.

Evolução é uma necessidade empresarial

Para o Diretor Administrativo da VitaVitae, Desmond Sheehy, na sucessão familiar os valores devem ser mantidos, mas sempre tendo em mente que o mundo muda e as empresas devem evoluir, acompanhando esse ritmo. “Tenho visto em agronegócios bem-sucedidos uma forte cultura ética e sustentável, que muitas vezes é inserida nessas organizações, justamente por ter um foco a longo prazo e assim, sucessivamente, essas ideias vão sendo repassadas para seus descendentes”, relatou em sua participação no 37º Alltech ONE Simpósio de Ideias, realizado virtualmente em junho. 

“Construindo um negócio familiar para as próximas gerações”

O tema foi discutido no painel “Construindo um negócio familiar para as próximas gerações”. Na ocasião, o presidente e CEO da Alltech, Mark Lyons, destacou a importância de influenciar positivamente a nova geração e também de aprender com ela. “Temos que ficar atentos às tendências e ao que os mais jovens têm a nos ensinar e ter certeza que não somos os responsáveis por burocratizar esse processo de troca de conhecimentos”, afirmou Lyons. 

Na terceira geração da empresa, a CEO da Mewah International, Michelle Cheo, contou que os ensinamentos passados por seu pai foram essenciais para que a tornassem quem ela é hoje e desenvolvesse sua paixão pela sustentabilidade. “Uma coisa que vem do meu pai são as ideias e de persistir nelas. Mesmo quando muito jovens, em casa, tínhamos que ler muito para continuar aprendendo. Esse é um dos principais preceitos que incorporamos em nossa família”, disse a empreendedora que também participou do debate.

Atualmente, a Diretora e Co-proprietária da Indoguna Singapura, Helene Raudaschl, dá continuidade à empresa da mãe, que começou os negócios importando alimentos em Hong Kong nos anos 70 e 80. “Acredito que podemos retribuir ao planeta, por meio do trabalho que fazemos, pela comunicação, e, de alguma forma, influenciar a indústria com práticas que transformem as tendências e sejam benéficas no futuro”, complementou a profissional. 

O Simpósio

O Alltech ONE Simpósio de Ideias foi realizado no formato virtual e teve a participação de 99 países. Ao total,  foram disponibilizadas 70 apresentações sob demanda, com workshops ao vivo e uma experiência de networking, conectando empreendedores do mundo todo. As inscrições para o Alltech ONE Simpósio de Ideias permanecerão abertas, oferecendo aos participantes acesso 24 horas por dia, 7 dias por semana a todos os conteúdos sob demanda até abril de 2022.

Fonte: A.I.

CONFIRA:

México deve potencializar compra de carne de frango brasileira

Faesp aponta preocupação com juros do Plano Safra

Fique por dentro das principais atualizações do mercado de proteína animal, acompanhe também: www.revistafeedfood.com.br

Campanha em Tóquio reforça qualidade da carne brasileira

Aurora faz homenagem a memória de Mario Lanznaster