Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Superávit de US$2,2 bi é registrado na primeira semana do ano

Valor alcançado é resultado das exportações de US$6,1 bilhões e importações de US$3,937 bilhões
feedfood
Foto: reprodução

A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex/MDIC) divulgou os resultados da balança comercial na primeira semana do ano, nesta segunda-feira (08). Em resultados gerais foi registrado um superávit de 2,2 bilhões de dólares, correspondentes às exportações no valor de US$6,1 bilhões e importações de US$3,937 bilhões. Na comparação com o mesmo período do mês de janeiro de 2023, houve crescimento de 434,5% na média diária do saldo.

Nas exportações relacionadas ao mesmo período analisado, houve crescimento de 48,5%, com as médias de 2024 verificadas em 1,538 bilhão de dólares contra a do último ano em US$1,036 bilhão. Já nas importações, o crescimento foi de 5,6% na comparação entre as médias de US$984,17 milhões neste ano corrente com a de US$932,33 milhões registradas no último ano.

Neste cenário, a média diária da corrente de comércio na primeira semana de janeiro totalizou 2,52 bilhões de dólares e o saldo, também por média diária, foi de US$554,28 milhões. Na comparação com o ano passado, houve crescimento de 28,2% na corrente de comércio.

FOTO: REPRODUÇÃO
Superávit de US$2,2 bi é registrado na primeira semana do ano (FOTO: REPRODUÇÃO)

No acumulado da mesma comparação o desempenho dos setores pela média diária foi o seguinte: crescimento de US$87,49 milhões (54,3%) em Agropecuária; crescimento de US$205,69 milhões (85,1%) em Indústria Extrativa e crescimento de US$207,25 milhões (33,0%) em produtos da Indústria de Transformação.

Já o desempenho dos setores pela média diária foi de: crescimento de US$0,16 milhões (0,7%) em Agropecuária; queda de US$-26,13 milhões (-35,1%) em Indústria Extrativa e crescimento de US$81,12 milhões (9,8%) em produtos da Indústria de Transformação.

Fonte: MDIC, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

PIB do agro tem avanço acumulado de 0,5% em 2023

Ações brasileiras são destaque nas Conferências da FAO

Uso de tanino reduz emissão de GEE em 17% na pecuária