in

Suinocultura vai exigir resiliência de produtores

Suinocultores devem usar de modo eficaz ferramentas de gestão de seus custos de produção

Em contínuo desbalanço, poder de compra dos suinocultores paulistas frente ao farelo de soja apresentou pequena recuperação de fevereiro para março. Contudo, situação atual ainda é a pior para um mês de março e uma das mais desfavoráveis de toda a série histórica do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, iniciada em 2004.

De acordo com o Cepea, além do alto patamar dos preços dos insumos de alimentação – que, segundo a Embrapa, chegaram a representar 82% dos custos totais em fevereiro –, o fraco desempenho das vendas internas da carne e a consequente desvalorização do suíno vivo deixam produtores consultados pelo Cepea em alerta.

“Cenário vem mostrando que este ano será, novamente, desafiador ao setor, o que vai exigir que suinocultores usem de modo eficaz ferramentas de gestão de seus custos de produção”, ressalta o Centro de Estudos.

Fonte: Cepea, adaptador pela equipe feed&food.

CARNE DE FRANGO

Cortes de frango apresentam valores diferentes no atacado

Ourofino Saúde Animal é certificada pela Great Place to Work