Patrocinado
BOVINOCULTURA

Conteúdo

SP se prepara para 2ª etapa da vacinação contra Febre Aftosa

feedfood
febre aftosa

A Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) informa que a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a febre aftosa no Estado de São Paulo acontece de 1º a 30 de novembro. Diferente do que aconteceu no primeiro semestre, durante a segunda etapa devem ser vacinados bovinos e bubalinos de todas as idades. São Paulo tem hoje um total de 10,8 milhões de bovídeos cadastrados no sistema Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave), da SAA. 

Mesmo antes do início da campanha, as equipes da Coordenadoria de Defesa Agropecuária percorrem os estabelecimentos que comercializam a vacina para verificar, além do estoque existente, as condições de armazenamento e temperatura. Durante o mês da campanha vão a campo fiscalizar, de modo amostral, as vacinações. Nesse procedimento realizam a verificação da documentação de compra das vacinas, a conservação do produto, o número de animais, a aplicação da vacina e as boas práticas de manejo. 

Na realização de atividades externas, a atenção dos médicos-veterinários da Defesa Agropecuária estará focada na investigação clínica e epidemiológica para certificar a ausência de qualquer sinal de doenças em animais suscetíveis à febre aftosa. Da mesma forma o criador deve inspecionar seus animais e informar imediatamente o serviço veterinário oficial a ocorrência de qualquer enfermidade no rebanho. 

“É importante que o produtor fique atento aos prazos e vacine os bovinos e bubalinos de todas as idades no mês de novembro. Desde a campanha de 2014 São Paulo atinge índices de vacinação acima dos 99% e esperamos que esse número se mantenha para que o Estado continue livre da Febre Aftosa”, comenta o médico-veterinário e gerente do Programa Estadual de E rradicação de Febre Aftosa (PEEFA), Breno Moscheta. 

A vacinação contra a febre aftosa de outros animais é proibida. O prazo para imunização do rebanho se encerra no dia 30 de novembro e o produtor tem até o dia 07 de dezembro para declarar a vacinação e atualizar o saldo do rebanho de bovinos e bubalinos e demais espécies (suínos, caprinos, ovinos, equinos e outros) através do sistema Gedave. 

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Feed&Food. 

LEIA TAMBÉM:

Ministro Marcos Montes reforça o poder do agro brasileiro

Empresa brasileira é premiada no ESG Reporting Awards

Em 2023, Pork Nutrition realizará expedição internacional