in

SNCS registra recordes em 2020

Ação que reúne diversas redes varejistas impactou mais 42 milhões de pessoas

suinos
Ação que reúne diversas redes varejistas impactou mais 42 milhões de pessoas

Reunindo mais de 900 lojas em 22 Estados brasileiros, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) realizou neste ano mais uma edição da Semana Nacional da Carne Suína (SNCS), iniciativa que visa promover a proteína no País. Com ações on-line, campanha atingiu mais de 42 milhões de pessoas no período de 1 a 15 de outubro.

As ações ocorreram de forma físicas e digitais, por meio do e-commerce, redes sociais, aplicativos de compra e influenciadores. A iniciativa contou com o apoio das redes varejistas do Carrefour, Extra, Pão de Açúcar, Grupo Big, Hortifruti, Natural da Terra, Lopes Supermercados e Oba Hortifruti. Já os treinamentos, tradicionais entre as ações com os varejistas, ocorreram apenas de modo virtual e capacitaram mais de 1.500 trabalhadores do varejo, um número recorde.

As redes participantes relataram impactos impressionantes em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas foram substanciais principalmente no e-commerce, onde houve uma grande aderência de novos públicos motivados pela pandemia, com um crescimento de 150%.  

As vendas em lojas físicas não ficaram para trás, com destaque para o Centro-Oeste, onde as vendas cresceram em 200%. Números expressivos também foram contabilizados em lojas no Sudeste. Apesar de serem pólos de consumo já consolidados em campanhas da SNCS desde as primeiras edições, lojas no Rio de Janeiro e São Paulo conseguiram crescer respectivamente em 180% e 141% na categoria. O mesmo aconteceu em Belo Horizonte (MG), região que possui loja que cresceu 124% mesmo sendo já tradicionalmente conhecida por apreciar e consumir a proteína. Outra região que já tem uma tradição forte é o Sul do País, que também relata um crescimento de mais de 100% em vendas no segundo ano em que recebe a campanha. 

Já regiões que não tem um histórico forte de consumo surpreenderam durante a campanha e mostram seu potencial. Como a região Norte que se destacou nesta edição com a cidade de Manaus crescendo em mais de 80% nas vendas da proteína. E a região Nordeste que costuma estar culturalmente envolta em mitos em relação a carne suína conseguiu crescer em 46%. A campanha deste ano mostrou mais uma vez o potencial de consumo da proteína no país. Por meio da oferta de diversidade de cortes porcionados e mais abastecimento é possível atrair consumidores já fidelizados e a informação é a chave capaz de romper barreiras para conquistar novos públicos. Mais uma vez, a SNCS reitera a importância do investimento em capacitação, comunicação, democratização de conhecimentos com colaboradores da rede que lidam diretamente com os clientes e quebra de preconceitos que envolvem toda a cadeia produtiva, desde a granja às gôndolas. 

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, celebra os resultados da campanha, que se provou mais uma vez ter uma estratégia acertada com o momento vivido pelo brasileiro e com o comportamento de consumo atual. “A ABCS e as redes participantes se prepararam para o desafio, se adaptaram de forma rápida e acertada para a realidade cada vez mais digital e provou mais uma vez o potencial da carne suína entre os consumidores. Os produtores, frigoríficos e toda a cadeia de valor da suinocultura puderam comprovar mais uma vez a efetividade desta iniciativa que beneficia todos os elos e trabalha de forma efetiva para uma mudança de posicionamento da proteína entre os brasileiros”.

Fonte: ABCS, adaptado pela equipe feed&food.

tilápia

Aditivos contribuem para produtividade de peixes

Parceria entre CNA/Senar e BB beneficia produtores