Patrocinado
EVENTOS

Conteúdo

Simpósio ACAV destaca a blindagem da avicultura nacional

Abertura do evento reúne personalidades do setor e autoridades
feedfood

João Paulo Monteiro, de Florianópolis (SC)
joao@ciasullieditores.com.br

O Brasil consolidou sua posição como potência na avicultura, sustentando uma atividade sólida e resiliente. Graças a estratégias eficazes de prevenção e controle, o País mantém sua indústria avícola livre de casos de Influenza Aviária.

Nesse contexto, o 14º Simpósio Técnico da ACAV, a Associação Catarinense de Avicultura, traz à tona o profissionalismo e a relevância desse setor para o cenário nacional, com foco em Santa Catarina. Valdir Colatto, secretário da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural do Estado, destacou durante a cerimônia de abertura do encontro o potencial do Estado, responsável pelo abate de 800 milhões de aves por ano. “Esse o tamanho da nossa avicultura”, exaltou.

“Se não se planta ou se cria, ninguém almoça nem janta”, pontua Valmir Colatto (Foto: FeedFood)

Diante da relevância da atividade para a economia, o secretário também trouxe à tona os esforços para a avicultura nacional se manter livre da Influenza Aviária. Para Colatto, trata-se de um esforço coletivo. “Convoco todos os médicos-veterinários, agrônomos, técnicos, produtores e empresas de insumos. Combater a Influenza é dever de todos e de cada um. Com certeza estamos no caminho certo e a nossa avicultura continuará grande e forte aqui em Santa Catarina”, sinalizou.

“O mundo olha para o Brasil e para Santa Catarina com muito respeito”, afirma Ricardo Santin (Foto: FeedFood)

Em sua fala durante a abertura, Ricardo Faria, presidente da ACAV, alertou sobre a necessidade de implementação de medidas sanitárias rigorosas. Ele ressalta a importância das restrições para conter a disseminação do vírus, destacando o sucesso na manutenção da avicultura local livre dele. “Nenhum país com o vírus circulando conseguiu alcançar os impressionantes 90 dias livres da infecção de Influenza nos plantéis comerciais como alcançado pelo Brasil”, declarou.

Como destacou Ricardo Faria, nenhum país com o vírus circulando conseguiu ficar 90 dias livres da Influenza nos plantéis comerciais como alcançado pelo Brasil (Foto: FeedFood)

Já o presidente da ABPA, Ricardo Santin, destacou a visão internacional positiva em relação ao Brasil e especialmente a Santa Catarina, reconhecida por produzir alimentos seguros, sustentáveis e saborosos. Um exemplo desse reconhecimento internacional citado pelo executivo foi a reabertura das exportações de Santa Catarina para o Japão, fato ocorrido após o trabalho conjunto do setor com o MAPA.

Em sua 14ª edição, o Simpósio Técnico da ACAV reúne especialistas e profissionais do setor e segue até amanhã (31).

LEIA TAMBÉM:

SC reforça controle de javalis para proteger produção

Exportações brasileiras do agro seguem em alta

Avicultores focam em biosseguridade para expandir alcance