Patrocinado
ARTIGO

Conteúdo

Siavs 2024: rumo a um novo horizonte para o setor de proteína animal

"Temos caminhado e evoluído”, frisa o especialista em marketing do agronegócio, José Luiz Tejon
feedfood

Patrícia Bragante | patricia@dc7comunica.com.br

O Salão Internacional de Proteína Animal (Siavs), sendo mais do que apenas um evento no calendário do agronegócio brasileiro, estabeleceu em 2024 um marco importante na evolução e na integração ao abranger todas as proteínas animais.

Indo além da expansão de escopo, a mudança também reflete a mentalidade, reconhecendo que a saúde e a sustentabilidade estão ligadas à produção animal. Nesse cenário, o Siavs desempenha um papel crucial na promoção de debates, visando uma produção ética, responsável e direcionada para o futuro.

De acordo com o sócio diretor da Biomarketing, colunista da FeedFood e especialista em marketing do agronegócio, José Luiz Tejon, a expansão é importante, pois o conceito de proteína animal está ligado ao universo maior da saúde. Ele destaca que o alimento é sinônimo de saúde, abrangendo a vegetal, humana, ambiental e, principalmente, todo o contexto animal.

“Daqui para 2050 viveremos toda essa essência de sustentabilidade num sentido macro e da gestão”, anseia José Luiz Tejon (Foto: reprodução)

A expansão promovida pelo evento, que ocorre entre os dias 06 e 08 de agosto, no Distrito Anhembi, em São Paulo (SP), trará benefícios para todos os setores, como avalia Tejon, ao mencionar que a falta de integração entre os elos do sistema agroindustrial resultaria em partes não conectadas.

“Ray Goldberg escreveu no seu primeiro livro ‘O conceito de agronegócio’, em 1957, que fora de uma visão que não integrasse cada elo desse sistema, não existiria agronegócio. Existiriam partes não conectadas, essas partes expostas à própria sorte entrariam automaticamente em ‘ups & downs’ e não formariam um conjunto que cada vez mais poderia e deveria seguir sob governança e coordenação”, discorre.

Segundo o especialista, ainda estamos longe da perfeição, e talvez não haja nunca um sistema de agribusiness perfeito, porém perseguir essa visão sistêmica é um dever dos gestores, administradores e verdadeiros líderes que colocam suas vidas a serviço de causas superiores evolutivas da humanidade. “Temos caminhado, e evoluído”, afirma.

Em relação ao cenário atual de proliferação de informações falsas e desinformação, Tejon frisa o papel fundamental dos veículos de comunicação na disseminação de conteúdo sobre o agronegócio, feito com integridade, como o da FeedFood, que “conversou com o passado, conversa com o presente e antecipa o futuro”.

Tejon ainda destaca a importância de debates sobre sustentabilidade na produção de alimentos: “Compreender os legítimos valores do passado que nos trouxeram até aqui, e reconhecer a gigantesca velocidade das mudanças daqui pra frente. Mas são mudanças que exigem responsabilidade social, ambiental, nutricional, e que respondem diretamente aos três primeiros Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”.

Ao concluir, o dirigente relata a longa história da proteína animal: “Os líderes que acreditaram no que muitos diziam que seria impossível de ser feito. Assistimos uma revolução tecnológica em todas as cadeias produtivas do setor. Vimos empreendedores criando empresas onde antes não havia nada, gerando conceitos evoluídos de relacionamentos como integrações. Presenciamos o sucesso do cooperativismo agroindustrial criando valor, educando, e competindo em todos os mercados planetários. Vimos mestres, doutores, educadores, dizendo e promovendo no passado o que para muitos não passava de ‘sonho’. Mas hoje, o que para tantos era chamado de ‘sonho’ nos anos 60/70/80, agora é realidade. Daqui para 2050 viveremos toda essa essência de sustentabilidade num sentido macro e da gestão. A diferença é que no passado a mudança era lenta, agora é veloz”.

Simpósio FeedFood de Sustentabilidade e Troféu Curuca

Antes chamado de Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura e, hoje, transformado em Salão Internacional de Proteína Animal com o adendo das demais atividades em seu escopo, o Siavs tem como uma de suas tradições a presença do Simpósio FeedFood de Sustentabilidade e a entrega do Troféu Curuca, prêmio considerado o Oscar da Sustentabilidade no Agronegócio, em sua programação oficial.

No tema deste ano do simpósio, vamos abordar o ESG. Estamos vivendo tempos em que a responsabilidade corporativa vai além dos lucros. As empresas que adotam abordagens sustentáveis não apenas prosperam nos negócios, mas também ajudam a moldar um mundo melhor para as gerações futuras.

Na ocasião, entre os presentes, estarão personalidades referência no setor, como o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, e o sócio diretor da Biomarketing, colunista da FeedFood e especialista em marketing do agronegócio, José Luiz Tejon.

O Simpósio FeedFood de Sustentabilidade e a entrega do Troféu Curuca terão início às 14h no dia 07 de agosto, dentro da programação do Siavs 2024, no Anhembi Parque, em São Paulo (SP).

LEIA TAMBÉM:

ABPA apresenta novo panorama do setor em Relatório Anual de 2024

ABCS lança material com o panorama completo da suinocultura brasileira

Em uma iniciativa conjunta, o CNMA adere ao Pacto Contra a Fome

Patrocinado
Patrocinado